BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 20-01-2018.

CLICAR AQUI:

Vista da cidade de Cananor na costa de Malabar. A cidade murada vista do mar à direita com dois navios holandeses.
Louise Labé. A Bela Cordoeira de Lião. Gravura de Pierre Woeiriot

Leia mais sobre Louise Labé: https://pt.wikipedia.org/wiki/Louise_Lab%C3%A9
Edgar Cayce, em outubro de 1910, quando esta fotografia apareceu na primeira página do The New York Times.

Edgar Evans Cayce (Hopkinsville18 de Março de 1877 — Virginia Beach3 de Janeiro de 1945) foi um paranormal norte-americano que teria canalizado respostas para questões que tratam sobre espiritualidadeimortalidadereencarnaçãosaúde, entre outras.[1] Também fundou a organização sem fins lucrativos Association for Research and Enlightenment e trabalhou como fotógrafo.
Cayce teria sido um dos maiores clarividentes da História. Era chamado pela mídia norte-americana como "O Profeta Adormecido", porque predizia eventos futuros e prescrevia medicamentos com os olhos fechados, relaxado sobre um divã e ao lado de uma taquígrafa realizando as anotações, em um suposto estado de "transe".(Wikipedia)
Dois meninos vendo Escunas. Aquarela por Winslow Homer.
 Um encontro entre quatro mulheres; Três escravos libertados e sua ex-dona. Óleo sobre tela por Winslow Homer.
Anália Franco. Imagem Wikipedia.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/JANEIRO/20-01-2015_arquivos/image008.jpg
 Túmulo de Anália Franco Bastos, no Cemitério da Consolação, São Paulo. Brasil. Fotos Ismael Gobbo
Foto de Instituição beneficente fundada por Anália Franco.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 19-01-2018.

CLICAR AQUI:


Macbeth vê o fantasma de Banquo. Pintura por Théodore Chassériau


Banquo, é um personagem de William Shakespeare   Macbeth . Na peça, ele é inicialmente um aliado para Macbeth (ambos são generais no exército do rei) e eles encontram as Três Bruxas juntas. Depois de profetizar que Macbeth se tornará rei, as bruxas dizem a Banquo que ele não será o próprio rei, mas que seus descendentes serão. Mais tarde, Macbeth, em sua ânsia de poder, vê Banquo como uma ameaça e o matou; Filho de Banquo, Fleance, escapa. O fantasma de Banquo retorna em uma cena posterior, fazendo com que Macbeth reaja com alarme durante uma festa pública. (Wikipédia)
 John Dee e Edward Kelly evocam um espírito

John Dee e Edward Kelley usando um ritual de círculo mágico para invocar um espírito em um cemitério da igreja .
O Cavaleiro Sem Cabeça Perseguindo Ichabod Crane. Óleo sobre tela por  Jhon Quidor.
Imagem/fonte:


Ichabod Crane é um personagem fictício e protagonista da breve história de Washington Irving , " The Legend of Sleepy Hollow ", publicada pela primeira vez em 1820.  (Wikipedia)
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/a7/Vel%C3%A1zquez_-_Esopo_%28Museo_del_Prado%2C_1639-41%29.jpg
Esopo em óleo sobre tela de Diego Velázquez
Soror Juana Inés de la Cruz. Pintura por Miguel Cabrera.
Soror Juana Inés de la Cruz na Praça de Espanha. Madrid.
Detalhe do quadro que retrata Bezerra de Menezes de autoria de Augusto Rodrigues Duarte.
Versão retocada. 1879. Imagem/fonte:


Trajetória política de Dr. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti como Vereador e Deputado:
Leia aqui:
Livreto "A Escravidão no Brasil e as medidas que convém tomar para extingui-la sem dano para a Nação", escrito por Bezerra de Menezes em 1869.
Bertichem - 1856 - Câmara Municipal no Campo da Aclamação (Campo de Santana ou Praça da República)
Rio de Janeiro, RJ. Lithographia Imperial de Eduardo Rensburg Rio de Janeiro


Antes de se instalar definitivamente no Palácio Pedro Ernesto em 1923, a Câmara ocupou 14 imóveis diferentes, entre eles a Casa de Câmara de Cadeia no Morro do Castelo (1567-1637), a Casa Térrea ao lado da Igreja de São José (1636-1736), a Cadeia Velha (1736-1787/1792/1808), o Arco do Teles no Largo do Paço (1787-1790), Paço Municipal no Campo de Santana (1825-1874), o Palácio do Campo de Santana (1882-1896) e o Liceu de Artes e Ofícios (1919-1923).
(Wikipedia)
Campo de Santana. Rio de Janeiro. 1819. Aquarela por Franz Joseph Frübeck
O cárcere de Stinche em óleo de Fabio Borbottoni
Imagem/fonte:

A prisão de Stinche era a antiga prisão de Florença , localizada na via Ghibellina , mais ou menos no local do atual teatro Verdi . (Wikipedia)
A juíza Jacira Jacinto da Silva no Centro de Ressocialização de Birigui e concedendo entrevista na
 APAC. Seu projeto CIDADANIA NO CÁRCERE foi premiado pelo BNDES e Fundação Ford (Ismael Gobbo)

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA 18-01-2018.

CLICAR AQUI:

General François Séverin Marceau (01-03-1769 / 19-09-1796). Óleo sobre tela por François Bouchot.
Monumento em homenagem ao General Marceau no cemitério militar francês de Koblentz, Renânia-Palatinado (Alemanha)
Koblentz no século XVI.
Panteão na cidade de Paris, França. No interior desse magnifico edificio neo-clássico estão sepultados
vários vultos célebres, dentre os quais o General Marceau que teve suas cinzas ali depositadas.
Foto Ismael Gobbo
 Francisco de Assis.  José Benlliure y Gil
Escultura “Canto de la Cosechadora”. Jardim Botânico. Buenos Aires, Argentina
Foto: Laura Emilia Michelin Gobbo.

A escultura "Canto de la Cosechadora" é uma reprodução anônima feita em mármore que representa a figura de uma mulher trazendo consigo as colheitas. Sua expressão é de alegria, acompanhando seu retorno para casa com uma música alegórica para sua tarefa rural. Está localizado no Jardim Botânico. http://detallesdebuenosaires.blogspot.com.br/2011/03/escultura-canto-de-la-cosechadora.html
Jardim Japonês; Buenos Aires, Argentina. Foto Laura Emilia Michelin Gobbo.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 17-01-2018.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/JANEIRO/17-01-2018.htm

Sheherazade e o Sultan Schariar. Óleo sobre tela por Ferdinand Keller.
Manuscrito árabe utilizado por Galland em sua tradução das Mil e uma noites (século XIV ou XV)




Sobre: As Mil e Uma Noites clique:
Vista de Bagdad do lado Persa do Tigre.
Imagem extraída da página 008 de Viagens na Ásia e África, etc. [Editado por JP Berjew.] " , Por PARSONS, Abraham. Original, mantido e digitalizado pela British Library. Copiado do Flickr .
 As três mulheres. Óleo sobre tela por Umberto Boccioni.
DSCN0911
Guillon Ribeiro
Imagem internet
Cartão postal da Praça João Lisboa por volta de 1910. São Luís, Maranhão.
Imagem/fonte:
O senador Ruy Barbosa, de pé, discursando diante da mesa diretora do senado no ano de 1915.
Estátua em homenagem a Ruy Barbosa (1849- 1923). Vale do Anhangabaú, São Paulo, Brasil.
Autoria de José Cucé (1900- 1961). Foto Ismael Gobbo
 Bonde de Santa Teresa. Rio de Janeiro, RJ.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 16-01-2018.

CLICAR AQUI:

Capa de “Les Mémoires du Diable” -As memórias do Diabo. Romance de Frédéric Soulié. 1837/1838.
Túnicas e togas usadas por Alain Delon no filme “Asterix nos Jogos Olímpicos”. (2008).
Museu da Civilização Galo-romana. Lião, França. Foto Ismael Gobbo



Asterix (no Brasil) ou Astérix (em Portugal e outros países lusófonos) (em francêsAstérix), é uma série de histórias em quadrinhos criada na França por Albert Uderzo e René Goscinny no ano de 1959, baseado no povo gaulês e em grande parte no tempo do seu grande chefe guerreiro Vercingetorix. Após o falecimento de Goscinny em 1977, Uderzo prosseguiu o trabalho.[2][3]   

Asterix reside com seus amigos em uma pequena aldeia gaulesa situada em uma península na Armórica, ao norte da antiga Gália. Para resistir ao domínio romano, os aldeões contam com a ajuda de uma poção mágica que lhes dá uma força sobre-humana, preparada pelo druida Panoramix. A exceção é Obelix, que caiu dentro de um caldeirão cheio da poção quando ainda era um bebê, e daí adquiriu permanentemente a superforça.  (Wikipedia)
Imagem/fonte: A área geográfica romana de Armórica. O Sena eo Loire estão marcados em vermelho.



Armórica ou Aremorica é o nome dado na Antiguidade à região da Gália que incluía a península da Bretanha e o território entre os rios Sena e Loire, até um ponto indeterminado no interior. Este topónimo baseia-se na expressão gaulesa are mori "à beira-mar". Em bretão (idioma que, juntamente com o gaélico e o córnico são as línguas vivas derivadas do gaulês) "à beira mar" diz-se war vor (e gaélico ar for), embora a forma mais antiga arvor seja usada para as zonas costeiras da Bretanha, em contraste com argoad (ar 'em', coad 'floresta' [em gaélico ar goed ('coed', floresta)], para designar o interior[1]. Esta utilização moderna permite deduzir que os Romanos contactaram inicialmente populações costeiras e partiram do princípio que o nome localizado Armórica dizia respeito a toda a região, tanto litoral quanto interior.  (Wikipedia).
Perdoe, e você será perdoado, como na reconciliação de Jacó e Esaú em Gênesis 33, depois de
Julius Schnorr von  Carolsfeld, ilustração de um cartão bíblico publicado pela Providence Lithograph Company
A família Copley. Óleo sobre tela por John Singleton Copley.

domingo, 14 de janeiro de 2018

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 15-01-2018.

CLICAR AQUI:

O Rio Sena e a Ponte de Bercy. Paris, França. Foto Ismael Gobbo.
Jenny Lind em “A sonâmbula”.


La sonnambula é uma ópera em dois atos de Vincenzo Bellini com libreto de Felice Romani. É considerada, juntamente com I puritani e Norma, uma das três obras-primas do compositor catanês[carece de fontes]. (Wikipedia)
Joana D’Arc. Quadro de Jules Bastien Lepage
Reencarnação no Hinduísmo.

Reencanação no Hinduísmo
Os hindus acreditam na reencarnação, o processo onde a alma repetidamente assume um corpo físico ao nascer na Terra . Escrituras antigas de Hinduísmo começando por volta de 700 aC, ensinam que a alma , ou imortal “self”, leva nascimento e outra vez. A alma sobrevive e continua sua longa jornada até que seja uma com Deus . Os hindus acreditam que a alma nunca morre, mas habita um corpo após o outro durante sua jornada evolutiva guiada pelo karma. Karma (literalmente: ação ) é a soma das ações de alguém, e a força que determina a próxima reencarnação.
A alma evolui da imaturidade para a iluminação espiritual . Portanto, cada alma reencarnante escolhe um lar e uma família que melhor cumprem seu próximo passo de aprendizagem e maturação. Cada vida na Terra é semelhante a uma aula na escola. A maturação da alma na Terra significa cumprir seus desejos mundanos, que só podem ser experimentados através de um corpo. [2]
Na morte, a alma sai do corpo físico. Mas a alma não morre. Vive em um corpo sutil chamado corpo astral. O corpo astral existe em uma dimensão não-física chamada plano astral. Aqui, a alma continua a ter experiências até nascer de novo em outro corpo físico como bebê. [3]
Depois de muitas vidas de seguir o dharma (caminho certo de viver), a alma está plenamente amadurecida no amor, sabedoria e conhecimento de Deus . Não há mais necessidade de nascimento físico , pois todas as lições foram aprendidas, todos os karmas foram cumpridos. Quando todo desejo desapareceu, a pessoa nunca mais nascerá. [4]  (Wikipedia)
Nicodemus e Jesus.

No diálogo de Jesus com Nicodemos falou o Mestre: "Ninguém pode ver o reino de Deus, se não nascer de novo." (João, 3,1-8)   
Pedra que encima o dólmen de Allan Kardec no Cemitério Pére Lachaise com a célebre legenda
reencarnacionista: “Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.”. Foto Ismael Gobbo
Jesus Cristo no Poço de Betesda. Óleo sobre tela por Artus Wolffort.
Restos do tanque, piscina  ou Poço de Bethesda*. Jerusalém, Israel. Foto Ismael Gobbo.
O tanque de Betesda (em Língua hebraica: בית חסדא) é um local referido na Bíblia, mencionado somente no Novo Testamento. Alguns manuscritos antigos utilizam a designação Betsata (Casa das Azeitonas) para se referirem a este reservatório de água. Nos tempos bíblicos, este local havia sido transformado num grande centro de peregrinação para pessoas que pretendiam obter cura através dos alegados poderes curativos das suas águas.
Este reservatório ou tanque ficava perto da Porta das Ovelhas, na zona Norte de Jerusalém. Ao redor deste tanque existiam cinco alpendres ou colunatas onde muitos doentes, bem como cegos e coxos, se juntavam aguardando que as águas consideradas milagrosas se agitassem. Segundo várias traduções da Bíblia, a agitação destas águas era provocada por um anjo de Deus, sendo que o primeiro doente que entrasse na água ficaria milagrosamente curado.
Segundo o relato bíblico, ali aconteceu um dos milagres de Jesus, a cura do paralítico, um dos seus mais extraordináriosmilagres.
(Wikipédia)
O Semeador. Pintura por Vincent van Gogh.
“Contadinella a riposo” -Camponesa em repouso. Pintor: Francesco Filippini.
Imagem/fonte:
Não me pergunte mais. Pintura romântica a óleo por Lawrence Alma-Tadema.