BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

domingo, 21 de outubro de 2018

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 22-10-2018.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/OUTUBRO/22-10-2018.htm

Nazareno Tourinho em primeiro plano

Pintura que representa Lázaro, o leproso da parábola de "O rico e Lázaro", da Bíblia
Ilustração de Lázaro na porta do homem rico. Pintura por Fedor Bronnikov.
Quadro intitulado “O homem rico no inferno”. Aquarela por James Tissot.
Imagem/fonte:

A Parábola do rico e  Lázaro

Delphine de Girardin

Ela nasceu em Aachen e batizou Delphine Gay . Sua mãe, a conhecida Madame Sophie Gay , criou-a no meio de uma brilhante sociedade literária. Sua prima era a escritora Hortense Allart . [1] Gay publicou dois volumes de miscelânea, Essais poetiques (1824) e Nouveaux Essais poétiques (1825). Uma visita à Itália em 1827, durante a qual ela foi entusiasticamente recebida pelos letrados de Roma e até coroada na capital, produziu vários poemas, dos quais o mais ambicioso foi Napoline (1833).
Leia mais:
Lettres parisiennes por Madame Émile de Girardin. Delphine de Girardin (1804- 1855)
Obra em francês no link
Gravura do Busto de Madame de Girardin por Edmond Lévéque.
Hugues Felicité Robert de Lamennais em óleo sobre tela por Ary Scheffer


Hughes Félicité Robert de Lamennais (Saint-Malo19 de junho de 1782 - Paris27 de fevereiro de 1854), foi um filósofo e escritorpolítico francês.[1]
Nascido em uma família de armadores de Saint-Malo, foi educado por seu irmão João e tornou-se padre[1] escritor brilhante, tornou-se uma figura influente e controversa na história da Igreja católica francesa. Juntamente com seu irmão Jean, concebeu a ideia de reviver o Catolicismo Romano como uma chave para a regeneração social. Chegaram a esboçar um programa de reforma, sob o título "Reflexão do estado da Igreja…", no ano de 1808.
..............................
.....................
................

Leia mais:

Paris vista do Cemitério Père Lachaise, à leste da cidade. Óleo sobre telapor  Louise-Joséphine Sarazin de Belmont



Papa Gregório XVI desautorizou as opiniões de Lamennais na Encíclica "Mirari vos", em Agosto de 1831. Não houve uma citação específica a ele e nem a seu jornal, mas tão somente uma censura implícita a ambos. Inicialmente, Lamennais suspendeu a distribuição do jornal, submetendo-se; mais tarde deixou a Igreja e defendeu a própria posição na obra "Paroles d'un croyant" (Palavras de um crente), condenada explícitamente na Encíclica "Singulari nos", em Julho de 1834, sendo citados tanto o autor quanto a obra.
Incansável, ele se devotou à causa do povo, colocando sua pena a serviço do Republicanismo e do Socialismo. Escreveu obras como "O Livro do Povo" (1838), "Os afazeres de Roma" e "Esboço de uma Filosofia". Chegou a ser condenado à prisão mas, já em 1848 foi eleito para a Assembleia Nacional, aposentando-se em 1851.
Por ocasião de sua morte, não desejando se reconciliar com a Igreja, foi sepultado em uma cova de indigente.
Retrato de avô com o neto. Têmpera em madeira por Domenico Ghirlandaio.
Imagem/fonte:
Criação da Vovó. Óleo sobre tela de Oscar Pereira da Silva
Exposto na Pinacoteca do Estado de São Paulo. São Paulo, Brasil. Foto Ismael Gobbo
Criança doente. Pintura por Edvard Munch
“A serenidade da morte”. Escultura em mármore de túmulo no Cemitério do Araçá, em São Paulo. Foto Ismael Gobbo .
Retrato de Victor Hugo.  1853.
Vitor Hugo (1802- 1885) no leito de morte.  Fotografia de Nadar (1820-1910).
Meimei (Irma de Castro)
1922-1946

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 20-10-2018.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/OUTUBRO/20-10-2018.htm



Jesus falando com Nicodemos. Obra de William Brassey

No diálogo de Jesus com Nicodemos falou o Mestre: "Ninguém pode ver o reino de Deus, se não nascer de novo." (João, 3,1-8) 
Busto do filósofo Zenon. Museu Galo-Romano. Lião, França. Foto Ismael Gobbo.

Zenão de Eleia, (em grego antigoΖήνων ὁ Ἐλεάτης; cerca de 490/485 a.C.430 a.C.?)[1] foi um filósofo pré-socrático da escola eleática que nasceu em Eleia, hoje Vélia, Itália. Discípulo de Parmênides de Eleia, defendeu de modo apaixonado a filosofia do mestre. Seu método consistia na elaboração de paradoxos.[2] Deste modo, não pretendia refutar diretamente as teses que combatia mas sim mostrar os absurdos daquelas teses (e, portanto, sua falsidade). Acredita-se que Zenão tenha criado cerca de quarenta destes paradoxos, todos contra a multiplicidade, a divisibilidade e o movimento (que nada mais são que ilusões, segundo a escola eleática). A citação padronizada usa DK29[3] para Zenão.
Ao contrário de Heráclito de Éfeso, Zenão exerceu atividade política. Consta que teria participado de uma conspiração contra o tirano local, sendo preso e torturado até a morte. Considerado por Aristóteles como o criador da dialética.
 Área de escavação de Velia (Elea) perto de Ascea na Campania, Itália

EleiaElea ou Élea[1] (em grego clássicoΕλαία), denominada Vélia na época romana, é uma antiga cidade da Magna Grécia. O sítio arqueológico encontra-se na área da comuna de Ascea, dentro do Parque Nacional do Cilento e do Vale de Dianoprovíncia de Salerno, no sul da Itália. As ruínas compreendem muralhas, um teatro, partes de torres e portões e restos de habitações. Foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1998. Nas proximidades existe uma pequena vila ainda habitada.
Jesus atende a mulher cananita que lhe roga a cura da filha “endemoniada”. Óleo sobre tela por Michael Angel Immenraet.

LEIA A PASSAGEM EM
MATEUS 15  21-28
A negação de s. Pedro. Óleo sobre tela por Gerard Seghers.
Imagem/fonte:
O arrependimento de s. Pedro. Óleo sobre tela por Johannes Moreelse.
Remorso de Judas. Óleo sobre tela de Almeida Junior (1880)
 Museu Nacional de Belas Artes. Rio de Janeiro, Brasil. Foto Ismael Gobbo
Retrato de uma família em um jardim. Óleo sobre tela por Jan van Kessel- O Jovem.
Imagem/fonte:
(Grupo Espírita Cairbar Schutel, SP: Cesar Perri com dirigentes: a presidente Magali Abujade e Pedro Severino (irmão da saudosa Marlene R. S. Nobre)
A conversão de São Paulo. Óleo sobre painel de Caravaggio.
Imagem/fonte:
São Paulo. Óleo sobre tela por Diego Velázquez.
Ascensão de Paulo (estudo). Óleo sobre tela  por Benedicto Calixto. 1887.
Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto, Santos, SP. Foto Ismael Gobbo
gomide
Jerônimo Cândido Gomide
(20-01-1888 / 20-10-1981)

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 19-10-2018.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/OUTUBRO/19-10-2018.htm

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/02/OSIRIS_Mars_true_color.jpg/1024px-OSIRIS_Mars_true_color.jpg
Marte em cor natural


Imagem de cor verdadeira de Marte tomada pelo instrumento OSIRIS naespaçonaveESA Rosetta durante a passagem aérea de fevereiro de 2007 do planeta. A imagem foi gerada usando os filtros laranja (vermelho), verde e azul do OSIRIS. 
Solo marciano.
Imagem/fonte:


Inglês: PIA17944: A cor da curiosidade sobre a duna marciana depois de atravessá-la
Este olhar de volta para uma duna pela qual o rover Curiosity Mars da NASA atravessou foi capturado pelo Mast Camera (Mastcam) durante o 538º dia marciano, ou sol, do trabalho da Curiosity em Marte (9 de fevereiro de 2014). O rover havia dirigido sobre a duna três dias antes. Para escala, a distância entre as trilhas das rodas paralelas é de cerca de 9 pés (2,7 metros). A duna tem cerca de 1 metro de altura no meio do seu vão através de uma abertura chamada "Dingo Gap". Esta visão está olhando para o leste.
A imagem foi balanceada em branco para mostrar como seriam os materiais da superfície marciana se sob a luz do céu da Terra. Uma versão com cor crua, conforme registrada pela câmera sob condições de iluminação de Marte, está disponível na Figura 1.
O Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, uma divisão do Instituto de Tecnologia da Califórnia, Pasadena, gerencia o Projeto de Laboratório de Ciência de Marte para o Diretório de Missões Científicas da NASA, em Washington. O JPL projetou e construiu o rover Curiosity do projeto. A Malin Space Science Systems, em San Diego, construiu e opera a Mastcam do rover.
Mais informações sobre a Curiosity estão disponíveis em http://www.nasa.gov/msl e http://mars.jpl.nasa.gov/msl/ .
Crédito de imagem: NASA / JPL-Caltech / MSSS
Concepção artística de uma base humana de Marte, com um corte revelando uma área de horticultura interior. NASA.
Comparação visual aproximada de Júpiter, Terra e a Grande Mancha Vermelha. A escala aproximada é de 44 km / px.

Criado a partir da Terra visto de Apollo 17.jpg (retirado de http://nssdc.gsfc.nasa.gov/imgcat/html/object_page/a17_h_148_22727.html e Retrato de Júpiter de Cassini.jpg (retirado de http: // fotojornal .jpl.nasa.gov / catalog / PIA04866 ). Transferido do en.wikipedia no Commons.
a imagem da Terra foi feita pelo 
Apollo 17 em 7 de dezembro de 1972. a imagem de Júpiter foi feita pelo Cassini em 29 de Dezembro de 2000. NASA.
Animação de quatro imagens mostrando Júpiter em luz infravermelha como visto pelo telescópio infravermelho da NASAem 16 de maio de 2015
Mansão de Mozart em Júpiter em desenho atribuido a Bernard Palissy  através do médium Victorien Sardou.
Imagem /fonte:
Bernard Palissy. Artista original: Charles-Barthelemy-Jean Durupt, 1804-1838
Concepção artística de uma colônia na Lua
Uma gravura de Jan Luyken ilustrando Mateus 18:12 na Bíblia Bowyer, Bolton, Inglaterra.
Imagem/fonte:
A mulher apanhada em adultério. Óleo e Grisaille sobre madeira por Pieter Bruegel, o Velho.
O Bom Pastor. Aquarela por James Tissot.
Imagem/fonte:
 cavaleiro polonês, possívelmente “o filho pródigo”. Assunto de muita discussão. Óleo sobre tela por Rembrandt.
Imagem/fonte:
O retorno do filho pródigo. Óleo sobre tela por Rembrandt.
Márcia Regina Guissi. Birigui, SP 
O bom samaritano. Óleo sobre tela por Jacopo Bassano.
Lombroso (1)
César Lombroso
(1835 – 1909)
Vista panoramica de Turim, Itália. Cidade onde desencarnou César Lombroso. No centro da foto
Mole Antonelliana e à esquerda o rio Pó. Foto Ismael Gobbo

A Mole Antonelliana (pronuncia-se "môle", IPA[/mole/]) é uma estrutura em alvenaria localizada na cidade de TurimItália, cuja construção se deu entre 1863 e 1897. Projetada pelo arquiteto Alessandro Antonelli, de onde seu nome provém, possui 167 metros de altura e deveria, originalmente, abrigar uma sinagoga.
Famiglia_Lombroso
Gina e Paola Lombroso com os pais Nina e Cesare.
image021
Monumento a  Cesare Lombroso. Verona, Itália. Foto Ismael Gobbo
A bem preservada arena romana em Verona, Itália. Foto Ismael Gobbo. Em Verona nasceu César Lombroso.

Arena de Verona

Controvérsias sobre a data da construção:
A falta de fontes escritas sobre a inauguração do anfiteatro dificulta a atribuição de uma data certa para a construção da Arena. No passado, diversos estudos estabeleciam datas muito diferentes no período compreendido entre os séculos I e III, e atualmente ficou demonstrado que a Arena não poderia ter sido construída em um período posterior ao século I.
O historiador Pirro Marconi acredita que a construção se deu entre a segunda e a terceira década do século I, ou seja, entre o fim do período Augustino e o inicio do período Tiberiano; já Luigi Beschi, mais recentemente, acredita que a construção foi realizada na metade do mesmo século.vdshjc\usgy