BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 21-02-2019.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/FEVEREIRO/21-02-2019.htm

Rômulo e Remo. Óleo sobre tela de Peter Paul Rubens.


Rômulo (português brasileiro) ou Rómulo (português europeu) e Remo são, segundo a mitologia romana, dois irmãos gêmeos, um dos quais, Rômulo, foi o fundador da cidade de Roma e seu primeiro rei. Segundo a lenda, eram filhos de Marte e de Reia Sílvia, descendente de Eneias. A data de fundação de Roma é indicada, por tradição, em 21 de abril de 753 a.C. (também chamado de "Natal de Roma" e dia das festas de Pales).
A família flaviana representada no triunfo de Tito. Óleo sobre tela de Lawrence Alma Tadema. 1885.



Os flavianos inciaram também reformas culturais e econômicas. Sob Vespasiano, novos impostos foram criados para restaurar as finanças imperiais; Domiciano revalorizou a moeda romana aumentando seu conteúdo de prata. Um grande programa de obras públicas foi iniciado para celebrar a ascensão da dinastia, levando à construção de muitos marcos ainda hoje conhecidos na cidade de Roma, incluindo o mais espetacular de todos, o Anfiteatro Flaviano, que ficou conhecido como Coliseu.
Moeda romana com esfinge do imperador Vespasiano
Museu Nacional de Arte Romano. Mérida, Espanha. Foto Ismael Gobbo


Tito Flávio Vespasiano (em latimTitus Flavius VespasianusFalacrina17 de novembro de 9 — Roma23 de junho de 79), foi um imperador romano, o primeiro da dinastia flaviana, que ocupou o poder em 69, logo após o suicídio de Nero e o conturbado ano dos quatro imperadores. Foi proclamado imperador pelos seus próprios soldados em Alexandria. Sucederam-lhe sucessivamente dois dos seus filhos, Tito e Domiciano.
Corredores do Coliseu. Roma, Itália. Foto Ismael Gobbo.


Coliseu (em italianoColosseo), também conhecido como Anfiteatro Flaviano (em latimAmphitheatrum Flavium; em italianoAnfiteatro Flavio), é um anfiteatro oval localizado no centro da cidade de Roma, capital da Itália. Construído com concreto e areia,[1] é o maior anfiteatro já construído e está situado a leste do Fórum Romano.
A construção começou sob o governo do imperador Vespasiano[2] em 72 d.C. e foi concluída em 80, sob o regime do seu sucessor e herdeiro, Tito.[3] Outras modificações foram feitas durante o reinado de Domiciano (81-96).[4] Estes três imperadores são conhecidos como a dinastia flaviana e o anfiteatro foi nomeado em latim desta maneira por sua associação com o nome da família (Flavius).
As festas romanas do Coliseu. Óleo sobre tela de Pablo Salinas (década de 1900)
Pinacoteca do Estado de São Paulo. Foto Ismael Gobbo
Ruínas arqueológicas do Fórum Romano e o Coliseu mais acima. Roma, Itália. Foto Ismael Gobbo


Roma é uma das cidades mais importantes da história da humanidade, exercendo uma influência sem igual no desenvolvimento da história e da cultura dos europeus durante milênios e na construção da Civilização Ocidental. Sua história abrange mais de 2500 anos, desde a sua fundação lendária em 753 a.C. Roma é uma das mais antigas cidades continuamente ocupadas na Europa e é conhecida como "A Cidade Eterna", uma ideia expressa por poetas escritores da Roma Antiga. No mundo antigo, foi sucessivamente a capital do Reino de Roma, da República Romana e do Império Romano e é considerada um dos berços da civilização ocidental. Desde o século I, a cidade é a sede do papado e no século VIII a cidade tornou-se a capital dos Estados Pontifícios, que duraram até 1870. Em 1871, Roma se tornou a capital do Reino da Itália e em 1946 da República Italiana.

Praça de São Pedro vista do alto da cúpula da Basílica. Vaticano. Foto Ismael Gobbo.

Vaticano é uma colina situada na região noroeste de Roma e não possui ligação com as sete colinas de Roma. Era o local dos oráculos muito antes da Roma pré-cristã. Vaticanus, também conhecido como Vagitanus, era um deus etrusco,[11] que "abria a boca do recém nascido para que ele pudesse dar o primeiro grito, o primeiro choro",[12] e seu templo foi construído no antigo local de Vaticanum.[11] Lá se ergueu também o Circo de Nero. Acredita-se que tenha sido também o local em que São Pedro foi martirizado e sepultado.[11][12]

Papa João Paulo II na Praça de São Pedro. Vaticano. Foto Ismael Gobbo
Rio Tibre, Ponte Vittório Emanuele II e Vaticano ao fundo. Roma, Itália. Foto Ismael Gobbo


Tibre (em italianoTevere; em latimTiberis) é um rio no território italiano, com nascente na Emília-Romanha. Atravessa a Toscana (Sansepolcro), a Úmbria (Città di Castello), depois o Lácio (Orte e Roma) e deságua no mar Tirreno.
Dante e Beatriz. Óleo sobre tela por Henry Holiday.
Imagem/fonte:

Dante Alighieri (Florença, entre 21 de maio e 20 de junho de 1265 d.C. — Ravena, 13 ou 14 de setembro de 1321 d.C.)[1]foi um escritorpoeta e político florentino, nascido na atual Itália. É considerado o primeiro e maior poeta da língua italiana, definido como il sommo poeta ("o sumo poeta"). Disse o escritor e poeta francês Victor Hugo (1802-1885) que o pensamento humano atinge em certos homens a sua completa intensidade, e cita Dante como um dos que "marcam os cem graus de gênio". E tal é a sua grandeza que a literatura ocidental está impregnada de sua poderosa influência, sendo extraordinário o verdadeiro culto que lhe dedica a consciência literária ocidental.

Em primeiro plano o espaço onde ficava o Circus Maximus e acima o Palatino. Roma, Itália. Foto Ismael Gobbo


Circo Máximo (em latimCircus Maximus) é um antigo circo — um estádio utilizado para corridas de bigas — e a maior arena de entretenimento de Roma. Situada no vale entre o Aventino e o Palatino, media 621 metros de comprimento e 118 metros de largura e podia acomodar mais de 150 000 espectadores[nota 1]. Em sua forma mais completa, tornou-se o modelo para todos os demais circos do Império Romano. Atualmente o local é um parque público.
Arco de Constantino. Roma, Itália. Foto Ismael Gobbo.

Arco de Constantino é um arco triunfal de Roma construído por ordem do Senado Romano para comemorar a vitória do imperador Constantino sobre Maxêncio na Batalha da Ponte Mílvia em 312[nota 1]. Localizado entre o Coliseu e o monte Palatino, o arco foi inaugurado em 315.[2] Sob ele passava a Via Triunfal, a rota seguida pelos grandes generais e imperadores romanos em seus triunfos.
Jean-Baptiste Massillon. Óleo sobre tela de anônimo. Século XVIII.
Jean Baptiste Massillon (Hyères24 de junho de 1663 – Beauregard-l'Évêque28 de setembro de 1742) foi um religioso francês, pregador e bispo de Clermont desde 1717 até sua morte.
O tesouro escondido. Aquarela de James Tissot.
Imagem/fonte:
Cristo e o jovem rico. Óleo sobre tela por A. N. Mironov.
Oração. Obra de arte em ferro no Jardim da Luz. Autor: Károly Pichler. Foto Ismael Gobbo
Jardim da Luz. São Paulo. Foto Ismael Gobbo
Sóror Juana Inés de La Cruz. Óleo sobre tela de Miguel Cabrera.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 20-02-2018.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/FEVEREIRO/20-02-2019.htm

Estação Lião-Perrache. Óleo sobre tela de Louis Beysson.
Imagem/fonte:
Parábola dos trabalhadores da vinha. Pintura em painel de Jacob Willemszoon de Wet 
Imagem/fonte:


*******************************
VISITE O SITE DO CENTRO ESPIRITA LIONÊS ALLAN KARDEC
LIÃO, FRANÇA


*******************************

Página do livro “O que é o Espiritismo?” de Allan Kardec, lançado em 1859


D. Benedita Fernandes (27-06-1883 / 09-10-1947) grande liderança do movimento espirita de
Araçatuba, ladeada por dois amigos. Foto do arquivo de Ismael Gobbo
Dona Benedita, à frente e no centro, com amigos e colaboradores. Foto do acervo do Hospital Benedita Fernandes

Morador de rua  sob viaduto nas proximidades do Aeroporto de Congonhas, São Paulo. Foto Ismael Gobbo

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPIRITA. 19-02-2019.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/FEVEREIRO/19-02-2019.htm

Imagem intitulada “Joseph le crétin” (José o cretino). Fotografo Eugène Trutat. Museu de Toulouse.

A ressurreição de Lázaro em óleo sobre tela por Rembrandt.
Imagem/fonte:



O Espiritismo atribui o fenômeno da ressurreição de Lázaro a possível caso de
catalepsia, letargia ou morte aparente.
A mulher louca. Óleo sobre tela por Théodore Géricault.
Imagem/fonte:
François Fénelon *. Óleo sobre tela por Joseph Vivien.



François Fénelon, pseudônimo de François de Salignac de La Mothe-Fénelon (6 de agosto de 1651 - 7 de janeiro de 1715), também conhecido como ''o Cisne de Cambrai'', foi um teólogo católicopoeta e escritor francês, cujas ideias liberais sobre política e educação, esbarravam contra o "statu quo" da Igreja e do Estado dessa época. Pertenceu à Academia Francesa de Letras. (Wikipedia)


 O espírito Fénelon participou da obra da Codificação do Espiritismo através de mensagens que constam das obras básicas,
dentre elas “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, assinado por Allan Kardec.
Amanhecer de um novo dia. Foto Ismael Gobbo.
A belíssima Cachoeira dos Pretos com 154 ms de queda. Uma das nascentes do Rio Piracicaba.  Joanópolis, SP.
Foto Ismael Gobbo  
Rio Piracicaba. Piracicaba, SP. Foto Ismael Gobbo
Resignação. Óleo sobre tela de Carl Wilhelm Wilhelmson
Imagem/fonte: