BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 20-01-2021.

CLICAR AQUI:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2021/JANEIRO/20-01-2021.htm

Le Tour du monde

https://pt.wikipedia.org/wiki/Le_Tour_du_Monde

 

 

Le Tour du monde, nouveau journal des voyages era um periódico semanal francês sobre viagens publicado pela primeira vez em janeiro de 1860.[1] Le Tour du monde, journal des voyages et des voyageurs (1895–1914).

Leia mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Le_Tour_du_Monde

Mercado em Abéché.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Abeche_market.jpg

 

Abéché é a capital da prefeitura de Uadai, no sudeste do Chade, cerca de 650 km a leste e ligeiramente para norte da capital do país, Ndjamena. É a quarta maior cidade do Chade. Situada numa região semi-desértica, é um centro mercantil de caravanas dos nómodas, possuindo mercados e mesquitas. A goma-arábica é produzida localmente, mas um projecto agrícola para a produção de amendoim, financiado pelos chineses, não foi bem sucedido.[1][2][3]

Localiza-se não longe do antigo caminho de caravana que ia de Cartum a Konka pelo Kordofan e Darfur. Fundada em 1850, essa cidade foi o centro militar do país, assim como um foco de propaganda religiosa tão importante como a antiga capital, Uara, hoje arruinada.

A sua população em 1993 era de 187 936 habitantes.

Leia mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ab%C3%A9ch%C3%A9

A cidade de Abéché, vista do correio francês. Ao fundo, o pavilhão de dois andares (em tijolo) construído na época de Kolak Ali. Da África Equatorial Francesa: o país, os habitantes, a colonização, o poder público. Pref. por M. Merlin. Com 186 reproduções fotográficas, 33 diagramas, perfis e 7 mapas, incluindo 5 em cores. (publicado em 1918).

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:La_ville_d%27Ab%C3%A9ch%C3%A9,_vue_du_poste_Fran%C3%A7ais.jpg

 

 

 

reino de Ouaddaï ou Ouadaï é um antigo estado localizado no leste do atual Chade . Já não existe hoje como uma entidade política independente, mas apenas como uma chefia tradicional em relação às autoridades administrativas modernas do Chade.

Leia mais:

https://fr.wikipedia.org/wiki/Royaume_du_Ouadda%C3%AF


***************

OBRA ILUSTRADA

LEIA AQUI SOBRE “PROMENADES DANS LA TRIPOLITAINE

https://fr.wikisource.org/wiki/Promenades_dans_la_Tripolitaine

 

 

O ARTIGO DA REVISTA ESPIRITA DE ALLAN KARDEC, DE OUTUBRO

DE 1867, TRANSCRITO NESTA POSTAGEM,  FAZ REFERENCIA AO O

ALCAIDE HASSAN, CURADOR TRIPOLITANO QUE PODE SER LIDO NA

PÁGINA 74.

LINK:

https://fr.wikisource.org/wiki/Promenades_dans_la_Tripolitaine


***************


A primeira Sura Al-Fātiha de ummanuscrito do Alcorão por Hattat Aziz Efendi. Antes de 1934.

Fonte:  . https://commons.wikimedia.org/wiki/File:FirstSurahKoran.jpg

A fórmula da Bismillah em caligrafia árabe

Fonte; https://pt.wikipedia.org/wiki/Bismillah

 

Bismillah

Bismillah ou basmala (árabe: بسملة) é uma fórmula em árabe usada em variados contextos da vida de um muçulmano.

O texto em árabe da bismillah é: بِسْمِ ٱللَّٰهِ ٱلرَّحْمَٰنِ ٱلرَّحِيمِ (transliteraçãobismi-llāhi r-raḥmāni r-raḥīm), o que significa "Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso".[1] A palavra Bismillah deve ser dita na língua árabe, que é a língua litúrgica do islão. A palavra bismillah tem a sua origem nas quatro primeiras consoantes da fórmula.

Ela abre todas as suras (capítulos) do Alcorão, com excepção da sura IX.[1] Ao longo do texto do Alcorão surge duas vezes, na sura XXVII, ayat 30, onde abre a carta enviada por Salomão à rainha de Sabá e na sura XI, ayat 43, onde é usada por Noé na sua forma abreviada (bismi llāh, "em nome de Deus").

É a frase mais utilizada pela caligrafia artística islâmica. É colocada no início de uma carta, sendo também possível encontrá-la nas escolas e locais de trabalho de países de tradição muçulmana. Abre igualmente o texto da constituição de alguns países islâmicos. Também foi divulgada pela música Bohemian Rhapsody do grupo britânico Queen. Segundo algumas tradições populares, a bismillah foi inscrita na coxa de Adão, nas asas do anjo Gabriel, no selo de Salomão e na língua de Jesus Cristo.[carece de fontes]

Os cristãos árabes usam por vezes a palavra bismillah para se referirem à fórmula "Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" (em árabe: باسم الآب والابن والروح القدس, transl. bismi l-āb, wa-l-ibn, wa-r-rūḥ al-quds).[carece de fontes]

Leia mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Bismillah

Maomé e o Alcorão de Jules Barthélemy-Saint-Hilaire 

ACESSE AQUI:

https://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k6207467d.texteImage


segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 19-01-2021.

CLICAR AQUI:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2021/JANEIRO/19-01-2021.htm

Dr. Adolfo Bezerra de Menezes. Óleo sobre tela de Nair Camargo. Foto Ismael Gobbo

Dr. Bezerra é conhecido também por “Médico dos pobres.

 

 

LEIA A BIOGRAFIA DE DR. ADOLFO BEZERRA DE MENEZES

https://www.febnet.org.br/wp-content/uploads/2012/06/Adolfo-Bezerra-de-Menezes.pdf

 

 

Sobrado onde  funcionou a clínica de Dr. Bezerra de Menezes,  no Rio de Janeiro, RJ. Foto Ismael Gobbo

No prédio funciona o Centro Espírita Bezerra de Menezes.


Túmulo de Dr. Adolfo Bezerra de Menezes

Cemitério de São Francisco Xavier,  também conhecido como Cemitério do Caju.

Rio de Janeiro, Brasil. Foto Ismael Gobbo

O médico espírita Dr. Tomas Novelino na sua formatura.

06-10-1901

LEIA MAIS AQUI:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/MAIO/22-05-2015.htm

Dr. Tomas Novelino  diante do Colégio Pestalozzi, Franca. Foto Ismael Gobbo

LEIA MAIS AQUI:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/MAIO/22-05-2015.htm


Chico Xavier “Médium exemplo” psicografando no programa Pinga Fogo

Acesse: https://www.youtube.com/wat

 

*****************


Uma relíquia. Voz da querida Yvone do Amaral Pereira - Radio Emmanuel - Oceano Vieira de Melo

Uma relíquia. Voz da querida Yvone do Amaral Pereira - Radio Emmanuel - Oceano Vieira de Melo. São pérolas que nos chegam... porque merecemos saber! 
https://m.soundcloud.com/radioemmanuel/ou-a-entrevista-hist-rica

OUÇA A MÉDIUM ESPÍRITA D. YVONNE PEREIRA EM ENTREVISTA HISTÓRICA EM 1978

Uma das maiores médiuns de todos os tempos, Yvonne do Amaral Pereira (1900 - 1984) concedeu entrevista em março de 1978 ao pesquisador Danilo Vilela, seis anos antes de sua desencarnação. O tema é me

soundcloud.com



********************


A ressurreição de Lázaro em óleo sobre tela por Rembrandt.

Imagem/fonte:

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Rembrandt_Harmensz._van_Rijn_-_The_Raising_of_Lazarus_-_Google_Art_Project.jpg

 

 

O Espiritismo atribui o fenômeno da ressurreição de Lázaro a possível caso de

catalepsia, letargia ou morte aparente.

O episódio bíblico da Pesca Maravilhosa em aquarela de James Tissot.

Imagem/fonte:

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Brooklyn_Museum_-_The_Miraculous_Draught_of_Fishes_(La_p%C3%AAche_miraculeuse)_-_James_Tissot_-_overall.jpg

 

 

 

A Dupla Vista explica o episódio da pesca maravilhosa

Veja Aqui:

http://www.febnet.org.br/wp-content/uploads/2012/08/Mod-6-Rot-1-A-pesca-maravilhosa.pdf

Transfiguração do Cristo. Óleo no painel de Giovanni Bellini. Cerca de 1487.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:The-Transfiguration-1480-xx-Giovanni-Bellini.JPG

 

 

Transfiguração

Narrativa Bíblica

Nos evangelhos, Jesus levou PedroTiago, filho de Zebedeu, e João consigo até o alto de uma montanha cujo nome não é mencionado. Lá, Mateus 17:2 afirma que Jesus "Foi transfigurado diante deles; o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes tornaram-se brancas como a luz." Neste momento, os profetas Elias e Moisés aparecem e Jesus começou a conversar com eles.[1] Lucas 9:32 é mais específico e afirma que os apóstolos "viram a sua glória".[13]

Leia mais: https://pt.wikipedia.org/wiki/Transfigura%C3%A7%C3%A3o_de_Jesus

 

 

Em determinados situações  Jesus escolhia alguns de seus apóstolos para

acompanhá-lo. Em  episódios como os da Transfiguração e da chamada

Agonia do Getsêmani se fez  acompanhar de Pedro, Tiago, filho de Zebedeu

e João.  Provávelmente possuim faculdades, quiçá mediúnicas,  adequadas

aos casos mencionados. (Ismael Gobbo)

 


A agonia no jardim de Getsêmani. Têmpera no painel de Andrea Mantegna.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Andrea_Mantegna_036.jpg

Jesus orando no jardim depois da Última Ceia , enquanto os discípulos dormem e Judas lidera a multidão, por Andrea Mantegna

 

 

De acordo com os quatro evangelhos, logo após a Última Ceia, Jesus resolveu dar uma volta para orar (João 18:1). Mateus e Marcos identificam o lugar como sendo o jardim conhecido como Getsêmani. Jesus estava acompanhado de PedroJoão e Tiago, filho de Zebedeu, a quem Jesus pediu que permanecessem acordados e orassem. Então ele se retirou para uma distância curta deles ("um tiro de pedra") e, ali, sentiu uma enorme tristeza e angústia, dizendo «Pai, se é do teu agrado, afasta de mim este cálice; contudo não se faça a minha vontade, mas sim a tua.» (Lucas 22:42) Então, um pouco depois, Ele disse «Pai meu, se este cálice não pode passar sem que eu o beba, faça-se a tua vontade.» (Mateus 26:42) Ele recitou esta oração três vezes, conferindo a situação dos apóstolos à cada vez e encontrando-os dormindo. Ele então profere uma de suas famosas frases: «o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.» (Mateus 26:41) Um anjo vem do céu para fortalecê-lo.

Durante a Sua agonia, conforme Ele rezava «...o seu suor tornou-se em gotas de sangue a cair sobre a terra.» (Lucas 22:44)

Leia mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Agonia_no_Gets%C3%AAmani

 

 

Em determinados situações  Jesus escolhia alguns de seus apóstolos para

acompanhá-lo. Em  episódios como os da Transfiguração e da chamada

Agonia do Getsêmani se fez  acompanhar de Pedro, Tiago, filho de Zebedeu

e João.  Provávelmente possuim faculdades, quiçá mediúnicas,  adequadas

aos casos mencionados. (Ismael Gobbo)



A Virgem e o menino Jesus, Santa Ana e João Batista. Leonardo da Vinci.

Imagem/fonte: 

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c8/Leonardo_da_Vinci_-_Virgin_and_Child_with_Ss_Anne_and_John_the_Baptist.jpg

 

João Batista. Pintura a óleo de Caravaggio

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Caravaggio_Baptist_Galleria_Borghese,_Rome.jpg

 

São João Batista pregando no deserto. Óleo sobre tela de Anton Raphael Mengs

Imagem/fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Batista

 

Pregação de São João Batista. Óleo sobre tela de Rembrandt.

Imagem/fonte:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Rembrandt_Harmensz._van_Rijn_-_Preaching_of_Saint_John_the_Baptist_-_Gem%C3%A4ldegalerie_Berlin.jpg

O Batismo de Cristo. Óleo sobre carvalho de Maarten van  Heemskerck van Veen

Imagem/fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Heemskerck_Baptism_of_Christ.jpg

Banquete de Herodes. Obra em pia batismal por Donatello.

Imagem/fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Formella_06,_donatello,_banchetto_di_erode,_1427_01.JPG

Dança dos sete véus por Salomé. Salomé, Herodes II e Herodias. Pintura a óleo de Armand Point.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:PointArmandDanceOftheSevenVeils.jpg



Salomé com a cabeça de João Batista. Óleo sobre tela de Caravaggio.

Imagem/fonte:

 https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Salome_with_the_Head_of_John_the_Baptist-Caravaggio_(1610).jpg

 

 

 

 

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Em verdade Elias virá primeiro, e restaurará todas as coisas;
Mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer o Filho do homem.
Então entenderam os discípulos que lhes falara de João o Batista.
Mateus 17:11-13

https://www.bibliaonline.com.br/acf/mt/17

 

 


O Espírito Amélia Rodrigues no livro Primicias do Reino, psicografado por Divaldo Pereira Franco,

diz-nos  que João Batista teria sido a reencarnação do profeta Elias.  A decaptação sofrida por

João seria  um resgate por, quando Elias,  ter determinado a morte dos sacerdotes de Baal.


****************************


Dr. Silvino Canuto Abreu

(19/01/1892 – 02/05/1980

ACESSE AQUI:

https://www.facebook.com/silvinocanutoabreu/



****************************


 Biografia de Frederico Fígner

(02-12-1866 / 19-01-1947)

Frederico Figner

Imagem: http://somshow.com.br/memoria/historia/a-casa-edison/


 


domingo, 17 de janeiro de 2021

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 18-01-2021.

CLICAR AQUI:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2021/JANEIRO/18-01-2021.htm

Estação ferroviária de Saint- Symphorien-sur-Coise. França.  Antigo cartão postal sem menção do editor:

Imagem/fonte:

 https://fr.wikipedia.org/wiki/Fichier:INCONNU_-_SAINT-SYMPHORIEN-SUR-COISE_-_Gare_du_Chemin_de_fer_R._et_L..jpg

Os bondes elétricos de Viricelles-Chazelles a Saint Symphorien sur Coise. Cartão postal antigo editado por  Badoiln n ° 2:

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Badoil_2_-_SAINT-Symphorien-sur-Coise.JPG

Vista geral de Saint-Symphorien-sur-Coise (RHône). Cerca de 1910.

Imagem/fonte: https://fr.wikipedia.org/wiki/Saint-Symphorien-sur-Coise

 

 

Saint-Symphorien-sur-Coise é uma comuna francesa localizada a 600 m acima do nível do mar, no departamento de Ródano, na região de Auvergne-Ródano-Alpes .

Os habitantes desta vila são chamados de Pelauds 1 em memória da importante atividade de curtume que existia na cidade.

A sua localização ao longo de uma estrada que liga a planície de Forez ao vale do Ródano conferiu-lhe desde a Idade Média uma vocação de centro de aldeia que se reflete hoje na importância das atividades de serviço.

Leia mais: https://fr.wikipedia.org/wiki/Saint-Symphorien-sur-Coise

Jesus curando o cego perto de Jericó. Óleo sobre tela de Nicolas Poussin.

Imagem/fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lucas_18

Jesus curando o cego de Betsaida. Óleo sobre tela de Orazio De Ferrari

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Guarigione_del_cieco_nato_di_De_Ferrari_Orazio.jpg

Erva Cidreira. Fotos: Ismael Gobbo

 

Erva Cidreira

Erva-príncipe (português europeu) ou capim-cidreira (português brasileiro) também conhecido por capim-santo ou capim-limão, ou erva cidreira de capim é uma planta herbácea da família Poaceae, nativa das regiões tropicais da Ásia, especialmente da Índia. Cresce numa moita de rebentos (planta cespitosa), propagando-se por estolhos (por isso chamada de estolonífera), os quais apresentam folhas amplexicaules linear-lanceoladas. As suas inflorescências são constituídas por panículas amareladas. No Brasil é muito comum que esta planta seja chamada de "erva-cidreira", que é um nome popular também dado à espécie Melissa officinalis.

A planta é também chamada pelos sinônimos botânicos Andropogon ceriferusAndropogon citratusAndropogon citriodorumAndropogon nardus ceriferusAndropogon roxburghii e Andropogon schoenanthus. Outros nomes populares são belgate, belgata, chá-de-estrada, chá-príncipe (ou apenas príncipe), chá-do-gabão, capim-cidrão, capim-cidrilho, capim-cidró, capim-santo, capim-de-cheiro, capim da lapa, citronela (erroneamente),[1] capim-cheiroso, capim-catinga, patchuli, pachuli, capim-marinho, capim-membeca, palha de camelo, esquenanto e chá de caxinde (em Angola), caninha-de-cheiro ou cana-de-cheiro.

É uma planta usada em medicina popular, sendo, para esse efeito, utilizadas as folhas que, em infusão, têm propriedades febrífugas, sudoríficas, analgésicas, calmantes, anti-depressivas, diuréticas e expectorantes, além de ser bactericida, hepatoprotectora, antiespasmódica, estimulante da circulação periférica, estimulante estomacal e da lactação.

Leia mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cymbopogon_citratus

O médium Chico Xavier já idoso chegando para os trabalhos no Grupo Espírit da Prece,

em Uberaba, MG. Foto Ismael Gobbo

Os fariseus e os saduceus vêm para tentar Jesus por James Tissot ( Brooklyn Museum )

Imagem/fonte:

https://en.wikipedia.org/wiki/Sadducees#/media/File:Brooklyn_Museum_-_The_Pharisees_and_the_Saduccees_Come_to_Tempt_Jesus_(Les_pharisiens_et_les_saduc%C3%A9ens_viennent_pour_tenter_J%C3%A9sus)_-_James_Tissot_-_overall.jpg

 

 

Os saduceus (em hebraico: צְדוּקִים Ṣĕdûqîm bnê Sadôq, "zadoquitas" ou "sadoquitas"; em gregoSaddoukaios) eram uma seita ou um grupo de judeus presente na Judeia durante o período do Segundo Templo, desde o século II a.C. até a destruição do Templo em 70 d.C. A seita foi identificada por Flávio Josefo com o alto escalão social e econômico da sociedade na Judeia.[1] O grupo cumpria variadas funções políticas, sociais e religiosas, dentre as quais se pode mencionar a função de manutenção do Templo. Os saduceus são frequentemente comparados com outras seitas do período, como os fariseus e os essênios.

Acredita-se que a extinção do grupo ocorreu algum tempo depois da destruição do Templo de Herodes, em Jerusalém, no ano de 70 d.C., sendo que os caraítas possivelmente tiveram algumas raízes nas visões dos saduceus.

Leia mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Saduceus

 

 

Fariseu (do hebraico פרושים) é o nome dado a um grupo de judeus devotos ao Torá (5 primeiros livros da bíblia), surgidos no século II a.C.. Opositores dos saduceus, criam numa Lei Oral, em conjunto com a Lei escrita, e foram os criadores da instituição da sinagoga. Com a destruição de Jerusalém em 70 d.C. e a queda do poder dos saduceus, cresceu sua influência dentro da comunidade judaica e se tornaram os precursores do judaísmo rabínico. A palavra Fariseu tem o significado de "separados", " a verdadeira comunidade de Israel", "santos".

Sua oposição ferrenha ao Cristianismo rendeu-lhes através dos tempos uma figura de fanáticos e hipócritas que apenas manipulam as leis para seu interesse. Esse comportamento e modo de viver, deu origem ao termo "fariseu".

Leia mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Fariseus

 

 

LEI EM “O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO” DE ALLAN KARDEC

INTRODUÇÃO

III- NOTICIAS HISTÓRICAS

ESCRIBAS, ESSÊNIOS OU ESSEUS, FARISEUS, NAZARENOS, PORTAGEIROS, PUBLICANOS, SADUCEUS, SAMARITANOS, SINAGOGA, TERAPEUTAS.

Cristo e Simão o  Fariseu. Óleo sobre tela transferido para madeira de Peter Paul Rubens. Festa na casa de Simão o Fariseu.

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Rubens-Feast_of_Simon_the_Pharisee.jpg

Marco Aurélio demonstra sua clemência para com os bárbaros.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Marco_aurelio_e_barbaros_-_museus_capitolinos.jpg

O Imperador Marco Aurélio (161-180 dC) mostra sua clemência contra os vencidos após seu sucesso contra as tribos germânicas. Baixo-relevo do Arco de Marco Aurélio, Roma, agora no Museu Capitolino em Roma..

O Livro dos Médiuns, assinado por Allan Kardec, foi  lançado em janeiro de 1861.

Retrato de artista com um amigo. Óleo sobre tela de Rafael Sanzio.

Fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Portrait_de_l%27artiste_avec_un_ami,_by_Raffaello_Sanzio,_from_C2RMF_retouched.jpg

 

 

Auto retrato com um amigo

 

O Auto-Retrato com um Amigo (também conhecido como Retrato Duplo ) é uma pintura dopintor da Alta Renascença italiana Rafael . Ele data de 1518-1520, [1] e está no Museu do Louvre de Paris , França . Não se sabe se a figura à esquerda é realmente um autorretrato de Rafael, [ fonte melhor necessária ], embora já tenha sido identificada como tal em uma impressão do século XVI. [2]Leia mais: https://en.wikipedia.org/wiki/Self-Portrait_with_a_Friend

 


Auto-retrato em um círculo de amigos de Mântua. Peter Paul Rubens.

Imagem/fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Self-Portrait_in_a_Circle_of_Friends_from_Mantua

 

O autorretrato em um círculo de amigos de Mântua é um óleo sobre tela de Peter Paul Rubens , produzido entre 1602 e 1605. Mede 77,5 cm por 101 cm. Agora está no Museu Wallraf-Richartz em Colônia. Da esquerda para a direita, mostra Frans Pourbus , Caspar Schoppe , William Richardot, o irmão do pintor Philip ou Filippo Rubens, o próprio Rubens e Justus Lipsius 

Leia mais:

https://en.wikipedia.org/wiki/Self-Portrait_in_a_Circle_of_Friends_from_Mantua

 

Visita de Nicodemus a Jesus Cristo. Óleo sobre tela por John La Farge.

Imagem/fonte:

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:John_La_Farge_-_Visit_of_Nicodemus_to_Christ_-_1909.7.37_-_Smithsonian_American_Art_Museum.jpg

 

 

 

No diálogo de Jesus com Nicodemos falou o Mestre:

"Ninguém pode ver o reino de Deus, se não nascer de novo." (João, 3,1-8)


Jesus na casa de Marta e Maria. Óleo sobre tela por Henryk Semiradsky.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Semiradsky_Christ_Martha_Maria.jpg

 

Cristo curando a sogra de Pedro. Óleo sobre tela de John Bridges.

Imagem/fonte:

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Christ_Healing_the_Mother_of_Simon_Peter%E2%80%99s_Wife_by_John_Bridges.jpg

František Vladimír Lorenc (1872–1957)

Copiado de : https://commons.wikimedia.org/wiki/File:LORENZJ.jpg

 

 

František Lorenz (Zbislav24 de dezembro de 1872 — Dom Feliciano24 de maio de 1957), também conhecido como Francisco Valdomiro Lorenz ou simplesmente Francisco Lorenz, foi um poliglota e filósofo nascido no Reino da BoêmiaImpério Austro-Húngaro (hoje República Tcheca). Foi um dos primeiros esperantistas do mundo, e o segundo no Brasil.

O primeiro esperantista brasileiro foi o jornalista Arno Philipp.[1]

Capaz de comunicar-se em mais de cem idiomas, traduziu livros do sânscritohebraicogrego antigoinglêsfrancêsitalianochinêsjaponês e árabe. Chegou a transportar uma passagem do Evangelho de João em 70 idiomas (capítulo 3, versículo 16). Estudou o aramaico, o volapuque, o tupi-guarani, o maia e outros.

Leia mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_Lorenz