BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

domingo, 22 de maio de 2011

Focalizando o Trabalhador Espírita Astrid Sayeg

Astrid Sayeg

institutodeestudosfilosoficos@gmail.com

Entrevista para Ismael Gobbo ao Notícias do Movimento Espírita

Nesta entrevista ouviremos nossa companheira de ideal espírita Astrid Sayeg fundadora do Instituto Espírita de Estudos Filosóficos- IEEF, uma instituição sem fins lucrativos cuja equipe de educadores promove cursos na área da Filosofia, com particular ênfase para cursos sistematizados de Filosofia Espírita. Astrid é oradora bastante requisita no movimento espírita.

Astrid poderia nos fazer sua apresentação pessoal?

Astrid Sayegh, embora o primeiro nome seja alemão, minha família é de origem síria. Meus avós vieram de Homs e Alepo em meados do século passado.

Qual sua formação acadêmica e profissional?

Tenho formação em Letras/Tradutor e Intérprete, Mestrado e Doutorado em Filosofia pela Usp. Atualmente faço Pós Doc e desenvolvo pesquisas em Filosofia Espiritualista Contemporânea na Usp.

Desde quando é Espírita e como conheceu a Doutrina Espírita?

Passei a ser espírita com 24 anos, quando a mediunidade começou a se manifestar. Passei a procurar psicólogos, psiquiatras, até que encontrei orientação segura na Federação Espírita do Estado de São Paulo, em 1982.

Poderia nos descrever sua trajetória de trabalho no Movimento Espírita?

Fiz os cursos doutrinários na Federação Espírita do Estado de São Paulo, onde passei a atuar, particularmente na área de ensino. Fui expositora dos Cursos Preparatório, Básico, e Filosofia. Fui Diretora da Divisão dos Cursos Básicos por 12 anos, e coordenadora do Curso de Filosofia, além de trabalhar na como médium na Assistência Espiritual.

Como surgiu o IEEF- Instituto Espírita de Estudos Filosóficos?

Em 1987 O Prof. Manoel Pelicas São Marcos fundou o curso sistematizados de Filosofa Espírita na Feesp. Fui aluna que participava das aulas com muito interesse, e sempre ávida por ouvir o Mestre São Marcos. Em 1991 o Professor me convida para dar aula com ele, e partir de então passei a me dedicar arduamente ao estudo e divulgação da Filosofia Espírita. Em 2006 o Professor São Marcos desencarnou e , no ano seguinte, buscando dar prosseguimento a sua obra, fundamos o Instituto Espírita de Estudos Filosóficos- IEEF. O motivo de seu surgimento foi justamente criar um espaço para o livre pensar, um núcleo de pesquisas e atividades culturais.

O IEEF é uma instituição sem fins lucrativos,trata-se de uma proposta institucional de uma equipe de educadores que promove cursos e Filosofia e História da Filosofia, e particularmente cursos sistematizados de Filosofia Espírita: www.ieef.com.br

Kardec fala-nos de fases na disseminação do Espiritismo pelo mundo. Presentemente qual delas vivenciamos com mais intensidade?

Parece-nos que atualmente a disseminação do Espiritismo se dá mais pela sua fenomenologia. O que é muito natural, dado o fato de que todo conhecimento, como ensina a própria Filosofia Espírita, deve partir dos fatos, do efeito, para então se buscar a causa, particularmente a parte essencial e oculta. Por outro lado, a última palavra no pensamento contemporâneo é fenomenologia, seja do ponto de vista da ciência, seja mesmo por parte da Filosofia. A fenomenologia espírita abraça, porém as duas faces do dos fenômenos, qual seja a face visível e científica, e a face oculta e inteligível, da alçada da Filosofia.

Cumpre-nos, espíritas, porém, não limitarmos a educação espírita à sua fenomenologia mediúnica, mas antes estabelecer uma reflexão metódica sobre a parte filosófica, tão desconsiderada mas que, segundo Kardec em Conclusão a O Livro dos Espíritos, é a força do Espiritismo. È a força porque é a Filosofia que aborda a parte ética, assim como os conceitos que permitem obter uma visão racional do Evangelho. È Filosofia, como afirma Herculano Pires, porque Espiritismo se preocupa com a mundivivência, ou seja, a situação do homem inserido no mundo, e buscando vivencia-lo com sabedoria. Sem dizer da ontologia espírita, a teoria do ser, de sua origem, natureza e destinação, entre outros ramos da Filosofia que precisam ser exaltados na Casa Espírita, porém de forma racional, liberta, sem condicionamentos.

No meio universitário como andam os trabalhos com temática espirita?

Temos percebido algumas iniciativas, particularmente na parte científica, de apresentação de dissertações e teses de temática espírita no meio acadêmico. Inclusive, cumpre aqui louvar o trabalho de Dra Julia Nezu, que fez uma pesquisa de todas essas teses e chegou a mais de 500 trabalhos acadêmicos.

Atualmente estamos desenvolvendo uma pesquisa na área de Filosofia no sentido de combater as concepções materialistas da Filosofia da Mente. No entanto, permito-me aqui instar a todos a que tomem a iniciativa de levar o Espiritismo para o mundo acadêmico, pois se existe ainda preconceitos contra a Doutrina é porque nós ainda não a apresentamos com a autoridade que lhe é inerente.

Que visão você tem do Movimento Espírita nos dias atuais e as perspectivas futuras?

Vejo que as idéias espíritas estão se disseminando cada vez mais, que o Espiritismo está sendo procurado cada vez mais, e que cumpre à Casa Espírita se adaptar às exigências dos novos tempos. Digo isso no sentido de as Casas Espíritas se prepararem para questões ideológicas pois, segundo Dr Bezerra de Menezes, no livro Atitudes de Amor, os conflitos nos novos tempos serão de natureza ideológica acima de tudo. Cumpre apresentarmos argumentos mais substanciais e racionais, sobretudo ao jovem que hoje adentra a Casa Espírita, cuja exigência não e a mesma dos jovens do passado.

Quais os livros de sua autoria, de que tratam e os mais divulgados?

Renovando Atitudes, trata-se de um texto didático sobre os meios de se chegar a uma renovação interior, a partir de uma consciência racional e autônoma.

Bergson – O Método Intuitivo: uma abordagem positiva do espírito consiste em uma dissertação sobre a intuição.

Bergson: A Consciência Criadora – Metafísica da Ciência, sobre a evolução do princípio espiritual.

Ser para conhecer... Conhecer para ser... obra filosófica espírita, descreve as sucessivas fases cognoscitivas do Espírito, em busca da verdade metafísica. — Esse mesmo processo fundamenta ainda, o próprio percurso metodológico que legitima a Doutrina dos Espíritos, da ciência à religiosidade.

A que casa espirita esta vinculada presentemente as atividades que nela desenvolve?

Não estou vinculada a nenhuma Casa Espírita. Presido o Instituto Espírita de Estudos Filosóficos, instituição autônoma, e que está sediada junto a Instituição Beneficente Nosso Lar. Cumpre-nos aqui exaltar o apoio de Nancy Puhmann de Girolamo, cujo apoio foi decisivo na constituição do IEEF.

Algo mais que queira acrescentar?

Gostaria de instar a todos que cultivemos mais profundamente, mais metodicamente, o aspecto filosófico tão pouco considerado nas Casas Espíritas, e no qual consiste a força do Espiritismo, segundo Kardec em Conclusão VI de “O Livro dos Espíritos”. A Filosofia é educação para a liberdade, e certamente muito contribuirá para a fase da denominada Idade Madura do Espírito que se aproxima, em que viveremos uma religiosidade autêntica, fundada na consciência autônoma e não mais dogmática. Hoje os jovens que adentram a Casa Espírita buscam fundamentos mais substanciais e lógicos,e importa estejamos preparados para articular a lógica do Espiritismo, com rigor, profundidade e simplicidade.

A bebê Astrid Sayeg em pose de pensadora

Astrid no espaço IEEF , hoje com sede na Instituição Beneficente Nosso Lar

Alunos no Curso sobre obra de Herculano Pires

Alunos no curso sobre a obra Concepção Existencial de Deus, de Herculano Pires.

Alunos do 4º ano, curso sobre Ética e Teoria do Conhecimento Espírita

Simpósio de Filosofia Espírita, promovido pelo IEEF, que contou com a participação de Dora Incontri e Heloisa Pires

Astrid em palestra sobre a Filosofia de

Emmanuel e as Parábolas.

Astrid autografando

Algumas expositoras do IEEF em

momentos de descontração

OBS: AS FOTOS Desta entrevista só PODERÃO SER UTILIZADAS EM OUTRAS PUBLICAÇÕES MEDIANTE AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DO entrevistadO.

1 comentários:

Teodosia disse...

Nós somos muito felizes por ter em nosso meio espírita um espírito preocupado com o filosofar espírita como é Astrid; e somos mais felizes ainda por poder conviver com ela e poder aprender com seu exemplo de dedicação pela Doutrina.