BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

quinta-feira, 30 de abril de 2020

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 01-05-2020.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/MAIO/01-05-2020.htm

Victor Hugo por Étienne Carjat. 1876
Imagem/fonte:
IMG_6140
Busto de Victor Hugo por Rodin
Museu Rodin, Paris. Foto Ismael Gobbo
François-Victor Hugo (1828-1873), quarto filho de Victor Hugo, conhecido por suas traduções de Shakespeare para o francês.

François-Victor Hugo (28 de outubro de 1828 - 26 de dezembro de 1873) foi o quarto de cinco filhos do romancista francês Victor Hugo e sua esposa Adèle Foucher . François-Victor é mais conhecido por suas traduções das obras de William Shakespeare para o francês, que foram publicadas em 18 volumes entre 1859 e 1866.
François-Victor era politicamente ativo, ajudando seu pai a publicar dois jornais - "The Event" ( L'Événement , 1848-1851) e "The Reminder" ( Le Rappel , 1869) - ambos os quais foram fechados por razões políticas. Ele seguiu o pai para o exílio em Guernsey em 1852; enquanto lá, ele ajudou seu irmão mais velho , Charles , um fotógrafo pioneiro, a criar retratos da família Hugo e de outros. François-Victor também publicou um livro, "The Normandy Unknown" ( La Normandie inconnue ), em 1857.
A família Hugo voltou do exílio em 1870, após a declaração da Terceira República Francesa , mas François-Victor morreu poucos anos depois, de tuberculose, com 45 anos. Por causa da antipatia de Victor Hugo pela Igreja Católica , ele insistiu que seu filho ser enterrado sem um crucifixo ou com a ajuda de um padre.
Leia mais:
Castelo Cornet, Guernsey


A ilha de Guernsey foi fortificada por vários milhares de anos, aumentando o número de locais de defesa e a complexidade da defesa com o tempo, mão de obra e melhorias nas armas e táticas.
Estando na linha de frente de muitas guerras, a invasão era quase sempre uma ameaça e os melhores locais para defesa estavam sendo constantemente reconstruídos, com construções antigas sendo reutilizadas e aprimoradas.
Leia mais:
L'Ancresse Loophole Tower no. 6, Guernsey: Uma das quinze torres de brecha construídas em Guernsey no final da década de 1770
http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/FEVEREIRO/26-02-2015_arquivos/image040.jpg
Imagem de “Cosette”, por Émile Bayard, da edição original de “Lês Misérables (1862)”, de Victor Hugo.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/FEVEREIRO/26-02-2015_arquivos/image036.jpg
O grande e belo monumento em estilo neoclássico do Panteão,  em Paris, França.  No  local estão sepultadas
dezenas de personalidades famosas como: Fénelon, Victor Hugo, Braille, Voltaire. Foto Ismael Gobbo
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/JANEIRO/13-01-2020_arquivos/image013.jpg
Capa da Revista:  Anais do Espiritismo na Itália. 1883. Turim.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2017/SETEMBRO/18-09-2017_arquivos/image007.jpg
O Livro dos Espíritos em edição de 1860. A 1ª. edição foi lançada por Allan Kardec aos 18 de abril de 1857.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/MARCO/06-03-2019_arquivos/image012.jpg
Allan Kardec, Codificador do Espiritismo.(Lião 03-10-1804 / Paris 31-03-1869)
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/FEVEREIRO/13-02-2019_arquivos/image009.jpg
A crise lionesa. Interior de uma tecelagem de seda. Autor Jules Férat. Fonte Le Monde Illustré.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/OUTUBRO/29-10-2018_arquivos/image014.jpg
Jesus em tela bordada por Alexandra Herrmann (imagem cedida por Oceano Vieira de melo)

(Colaboração recebido em email de Leopoldo Zanardi

3º Encontro do Núcleo de Pesquisadores Espíritas
“Agnelo Morato”


Fraternidade em Família!
Uma entrevista de amor!
Com informações de Elsa Rossi

Vídeo com Rener Cunha
Refletindo com Joanna (41)
Acesse aqui:



http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/AGOSTO/13-08-2018_arquivos/image031.jpg
Pestalozzi com os órfãos em Stans 
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/AGOSTO/13-08-2018_arquivos/image032.jpg
Órfãos. Óleo sobre tela por Thomas Benjamin Kennington.

Órfão no túmulo da mãe. Pintura de Uroš Predić (



Eurípedes Barsanulfo
01-05-1880 / 01-11-1918.
Busto de  Eurípedes  no Colégio Allan Kardec,
Sacramento, MG. Foto Ismael Gobbo

quarta-feira, 29 de abril de 2020

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 30-04-2020.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/ABRIL/30-04-2020.htm

A Jangada da Medusa. Óleo sobre tela de Théodore Géricault.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/MARCO/15-03-2019_arquivos/image010.jpg
O Livro dos Espíritos, lançado por Allan Karde aos 18 de abril de 1857.
IMG_6009
 Ponte Marie, Paris, França. Foto Lucas Gobbo

http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/MAIO/25-05-2015_arquivos/image003.jpg
As festas romanas do Coliseu. Óleo sobre tela de Pablo Salinas (década de 1900)
Pinacoteca do Estado de São Paulo. São Paulo, Brasil. Foto Ismael Gobbo
http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/MAIO/25-05-2015_arquivos/image004.jpg
Mártires cristãos no Coliseu. Pintura de Konstantin Dmitriyevich Flavitsky
http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/MAIO/30-05-2015_arquivos/image004.jpg
“A última prece dos mártires cristãos”. Por Jean-Léon Gérôme.  Coliseu de Roma.
Imagem/fonte:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/MAIO/25-05-2015_arquivos/image006.jpg
Coliseu. Roma, Itália. Foto Ismael Gobbo


VÍDEO: “Histórias do Movimento Espírita”
Para assistir, acesse:





Vídeo Conversando sobre Hermínio
Clique no link:





Vídeo com Rener Cunha
Refletindo com Joanna (40)
Acesse aqui:





http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/ABRIL/18-04-2015_arquivos/image036.jpg
Cena de Família.em quadro de Almeida Júnior.
Pinacoteca do Estado de São Paulo, Brasil. Foto Ismael Gobbo


https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/7/71/Carlos_Mirabelli_4.jpg/800px-Carlos_Mirabelli_4.jpg
O médium Carmine Mirabelli. Santos, Brasil, 1926


terça-feira, 28 de abril de 2020

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 29-04-2020.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/ABRIL/29-04-2020.htm

https://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k5449320n/f10.highres
Página do periódico Anais da propagação da fé de 1864.

 
Antananarivo - Estádio Mahamasima e lago Anosy, Madagascar
File: Radama II com crown.jpg
Radama II, rei de Madagascar, com coroa

Radama II (Antananarivo23 de setembro de 1829 - Antananarivo12 de maio de 1963) foi o rei de Madagascar de 1861 até seu assassinato em 1863. Radama II sucedeu sua mãe Ranavalona I e foi sucedido por sua esposa mais velha, Rasoherina. Seu reinado foi marcado com o fortalecimento das relações malgaxes com franceses e britânicos, assinando vários acordos e dando um início ao processo de industrialização do país. O rei também é muito lembrado pelos malgaxes por ter tido uma política oposta de sua tirana mãe Ranavalona I, que visavam a liberdade de culto, abertura comercial do país ao estrangeiro e o fim do escambo, introduzindo as primeiras cedulas no país. O rei foi morto estrangulado em 1863, porém existem rumores de que tenha sobrevivido a tentativa de assassinato e tenha vivido o resto da vida ao noroeste da ilha, perto do Lago Kinkony.[1][2][3][4][5]
Leia mais:

Gravura do futuro rei Radama II e sua esposa, Rabodo (futura rainha Rasoherina) enquanto eles ainda eram príncipe e princesa pelo missionário LMS William Ellis.
O então príncipe herdeiro Rakoto com sua mãe Ranavalona I.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/JULHO/15-07-2019_arquivos/image009.jpg
“Os possessos de Morzine”
Arquivo: Possedées de Morzine.jpg
Possuídos de Morzine.
Quadro que descreve a cerimônia de confirmação de 1864 em Morzine. O bispo de Annecy molestado pelas mulheres da comunidade "possuído por demônios". Encontro 1864
Pintura em ferro de Laurent Baud (1827-1907)



Possuído de Morzine:
possuido de Morzine é o nome dado a um fenômeno coletivo de posse , chamada mal de Morzine , que teve lugar NO XIX th  século da cidade de Morzine em Haute-Savoie .

História
Por cerca de treze anos, de 1857 a 1870, dezenas de mulheres morzinas foram acometidas de convulsões , alucinações e ataques sonambúlicos . Eles disseram que estavam possuídos por demônios.
O Dr. Augustin Constans, inspetor geral dos manicômios e um dos médicos que examinaram os pacientes, descreveu esses fatos como "uma epidemia de histero-demonopatia". A psiquiatria contemporânea poderia chamar essas crises de " histeria de conversão  ".
Este caso teve, numa época em que a psiquiatria era uma especialidade gagueira, uma grande publicidade. As revistas científicas ecoaram os fatos 1 , 2 , 3 , Joseph Arthaud , médico alienista do asilo Vinatier em Bron, especialmente para examinar os Morzinoises. Magnetizadores e espiritualistas também se mudou 4 , 5 "O espírita Allan Kardec 6 foi para Morzine antes de ser reprimido pelos gendarmes.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/SETEMBRO/10-09-2019_arquivos/image012.jpg
A mulher cananéia (ou siro-fenícia) pede a Cristo para curar sua filha possuída; ela aponta para um cachorro, ao qual ela se compara. Gravura por P. del Po depois de Annibale Carracci.
Imagem/fonte:
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/cf/Rembrandt_-_Sankt_Jakobus_der_%C3%84ltere.jpg
São Tiago Maior. Óleo sobre tela de Rembrandt.


Santiago Maior, também chamado de Santiago Filho do Trovão (Boanerge)Tiago, filho de Zebedeu e Santiago Apóstolo o Maior[1]martirizado no ano 44, foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo. Foi feito santo e chamado Maior (mais velho) para o diferenciar de outro discípulo de Jesus de mesmo nome, conhecido como Santiago Menor (mais jovem) e também de Tiago, o Justo, sendo estes últimos possivelmente a mesma pessoa: Tiago, menor; Tiago, o justo; e Tiago, irmão do Senhor.
Leia mais:
File: Catedral de Santiago de Compostela agosto 2018 (cropped) .jpg
Catedral de Santiago de Compostela. Espanha.


Catedral de Santiago de Compostela é um templo católico situada na cidade de Santiago de Compostela, capital da GalizaEspanha. É a sé da arquidiocese homónima e foi construída entre 1075 e 1128, em estilo românico, na época das cruzadas e durante a Reconquista Cristã, tendo sofrido depois várias reformas que lhe adicionaram elementos góticosrenascentistas e barrocos.
Segundo a tradição, acolhe o túmulo do apóstolo Santiago Maiorpadroeiro e santo protetor de Espanha, o que a converteu no principal destino de peregrinação cristã na Europa a seguir a Roma durante a Idade Média, através do chamado Caminho de Santiago, uma rota iniciática na qual se seguia a Via Láctea que se estendia por toda a Península Ibérica e Europa Ocidental. A peregrinação foi um fator determinante para a afirmação política dos reinos cristãos hispânicos medievais e na sua participação nos movimentos culturais da sua época. Atualmente continua a ser um importante destino de peregrinação, para o que contribui a renovada popularidade do Caminho de Santiago a partir dos anos 1990, que levou à catedral mais de 270 000 peregrinos registados.
A catedral foi declarada Bem de Interesse Cultural em 1896[1] e a chamada cidade velha de Santiago de Compostela, que se concentra em torno da catedral, foi incluída na lista do Património Mundial da UNESCO em 1985.[2][nt 1]
Leia mais:
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/50/Burial-place_of_Saint_James_the_Greater.JPG
Sepulcro do Apóstolo Tiago na Catedral de Santiago de Compostela, Espanha.

http://www.noticiasespiritas.com.br/2014/MAIO/21-05-2014_arquivos/image013.jpg
 Escultura de pequena dimensão incrustada em parede da Igreja de Todas as Nações, ou Basílica da Agonia,  no
Jardim de Getsêmani,  que fica no sopé do Monte das Oliveiras. Local onde Jesus costumava orar. Jerusalém, Israel. Foto Ismael Gobbo
Oliveiras centenárias no Jardim do Getsêmani em Jerusalém ao lado da Igreja de Todas as Nações.  Foto Ismael Gobbo
Amalia Domingo Soler,  vulto de escol  do Espiritismo na Espanha.
La Giralda. Sevilha, Espanha.
Sitio arqueológico de Itálica (Sevilha). Em Itálica  nasceram os
imperadores romanos Trajano e Adriano. Em Sevilha nasceu Amalia Domingo Soler no ano de 1835.  Foto Ismael Gobbo
Barcelona, Espanha. Foto Lucas Gobbo.
Cidade onde Amalia Domingo Soler  viveu de 1876 até sua desencarnação em 1909. Nela foi sepultada.  

segunda-feira, 27 de abril de 2020

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 28-04-2020.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/ABRIL/28-04-2020.htm

http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/NOVEMBRO/01-11-2018_arquivos/image011.jpg
Retrato imaginário de Homero executado em mármore do Monte Pentélico, Grécia. Séc. I- II d.C. Encontrado em Roma.
Exposto no Museu do Louvre, Paris. Foto Ismael Gobbo


Homero (em gregoὍμηροςtransl. Hómēros) foi um poeta épico da Grécia Antiga, ao qual tradicionalmente se atribui a autoria dos poemas épicos Ilíada e Odisseia.
Os gregos antigos geralmente acreditavam que Homero era um indivíduo histórico, mas os estudiosos modernos são céticos: nenhuma informação biográfica de confiança foi transmitida a partir da antiguidade clássica,[1] e os próprios poemas manifestamente representam o culminar de muitos séculos de história contadas oralmente e um bem desenvolvido sistema já muitas vezes usado de composição poética. De acordo com Martin West, "Homero" não é "o nome de um poeta histórico, mas um nome fictício ou construído".[2] Para o historiador e filósofo Richard Tarnas, Homero - independentemente da polêmica sobre sua existência histórica - foi "uma personificação coletiva de toda a memória grega antiga".[3]
Homero teria nascido em Esmirna, atual Turquia, ou em alguma ilha do mar Egeu e vivido no século VIII a.C. Mas a sua origem é tão controversa que oito cidades disputam a honra de terem sido a terra natal do poeta.[4]
Leia mais:
Helena de Tróia. Pintura de Evelyn de Morgan.

Ilíada
Ilíada (em grego antigo: Ἰλιάς, IPA[iːliás]) é um dos dois principais poemas épicos da Grécia Antiga, de autoria atribuída ao poeta Homero, que narra os acontecimentos decorridos no período de 51 dias durante o décimo e último ano da Guerra de Troia, conflito empreendido para a conquista de Ílio ou Troia, cuja gênese radica na ira (μῆνις, mênis) da Aquiles.[1][2]
Ilíada é atribuída a Homero, que se julga ter vivido por volta do século VIII a.C.,[2] na Jônia (atualmente região da Turquia), e constitui o mais antigo e extenso documento literário grego (e ocidental) existente. Ainda hoje, contudo, se discute a verdadeira autoria e a existência real de Homero (nascido ou em Quios, Grécia ou em Esmirna, Turquia).[3]
Leia mais:
https://lh3.googleusercontent.com/proxy/TEYLTcoWS9ao_PnXS7rjBIA-ETgfButx_Q07ba1UXtM0jlmLkdaZxD6v9wSvTdt3p3_vUfPSFFn5zwaRU2eOMotcbMttF_e1oucSeNSk3QFxVcgzUJUybAuPHZARqO8_wUiD-1DZ=s0-d
Purgatório. Dante, guiado por Virgílio, oferece consolação às almas dos invejosos. Óleo sobre tela de Hippolyte Flandrin.
Imagem/fonte: 


Purgatorio ( pronunciado  [purɡatɔːrjo] ; Italiana para " Purgatório ") é a segunda parte de Dante 's divina comédia , seguindo o inferno , e que precede o Paradiso . O poema foi escrito no início do século XIV. É uma alegoria que conta a subida de Dante ao Monte do Purgatório , guiada pelo poeta romano Virgílio , exceto pelos últimos quatro cantos em que Beatrice assume o cargo de guia de Dante.

Lago Avernus. Enéias e a sibila de Cumas. Óleo sobre tela de JMW Turner


Eneias ou Eneas (do latim Æneas, por sua vez do grego antigo Αἰνείας) é um personagem da mitologia greco-romana cuja história é contada na Ilíada, de Homero, e, sobretudo, na Eneida, de Virgílio.
Segundo a lenda, Eneias foi o mais famoso dos chefes troianos, filho da deusa Afrodite (a romana Vénus) e de Anquises, filho de Cápis, filho de Assáraco, rei da Dardânia.[1] Era casado com Creúsa,[2] filha do rei Príamo e de Hécuba.[3] Tinha um filho, Iulo (na literatura romana Ascânio).
Leia mais:

File:Pierre Corneille 2.jpg
Retrato de Pierre Corneille.


Pierre Corneille, mais conhecido por Corneille (Rouen6 de junho de 1606 — Paris1 de outubro de 1684) foi um dramaturgo de tragédias francês. Ele foi um dos três maiores produtores de dramas na França, durante o século XVII, ao lado de Molière e Racine.
Era chamado de "fundador da tragédia francesa", e escreveu peças por mais de 40 anos.
Leia mais:
Ato 3, Cena 6 (O Ballet no acampamento de Le Cid , em Le Cid ,em Le Cid, de Jules Massenet, como pode ser visto na edição de 5 de dezembro de 1885 da L'Illustration, que cobre sua estréia.

Le Cid é uma tragicomédia francesa de cinco atos,escrita por Pierre Corneille , apresentada pela primeira vez em dezembro de 1636 no Théâtre du Marais em Paris e publicada no mesmo ano. É baseado napeça de Guillén de Castro Las Mocedades del Cid . [1] A peça de Castro, por sua vez, é baseada na lenda de El Cid .
Um enorme sucesso popular, o Le Cid de Corneille foi objeto de uma polêmica acalorada sobre as normas da prática dramática conhecida como Querelle du Cid (discussão de The Cid ). A Académie Française, do cardeal Richelieu , reconheceu o sucesso da peça, mas determinou que ela era defeituosa, em parte porque não respeitava as unidades clássicas .
Hoje, Le Cid é amplamente considerado o melhor trabalho de Corneille e é considerado uma das maiores peças do século XVII.
Leia mais:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/NOVEMBRO/06-11-2019_arquivos/image016.jpg
Retrato de Ludwig van Beethoven. Óleo sobre tela de Joseph Karl Stieler. 1820.




Ludwig van Beethoven (Bonn, batizado em 17 de dezembro de 1770 — Viena26 de março de 1827) foi um compositor alemão, do período de transição entre o Classicismo (século XVIII) e o Romantismo (século XIX). É considerado um dos pilares da música ocidental, pelo incontestável desenvolvimento, tanto da linguagem como do conteúdo musical demonstrado nas suas obras, permanecendo como um dos compositores mais respeitados e mais influentes de todos os tempos. "O resumo de sua obra é a liberdade", observou o crítico alemão Paul Bekker (1882-1937), "a liberdade política, a liberdade artística do indivíduo, sua liberdade de escolha, de credo e a liberdade individual em todos os aspectos da vida".
Leia mais:


Vídeo com a

BEETHOVEN - Sinfonia nº 7 - Leonard Bernstein (2)

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/39/Laplace%2C_Pierre-Simon%2C_marquis_de.jpg
Retrato de Pierre-Simon de Laplace (1745-1827). Gravura de James Posselwith
File: Portrait de Jean Racine d'Après Jean-Baptiste Santerre.jpg
Retrato de Jean Racine depois de Jean Baptiste Santerre.

Jean Baptiste Racine (La Ferté-MilonAisne22 de dezembro de 1639[1] — Paris21 de abril de 1699) foi um poeta trágicodramaturgomatemático e historiador francês. É considerado, juntamente com Pierre Corneille, como um dos maiores dramaturgos clássicos da França.
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2d/Pierre-Jean_B%C3%A9ranger.jpg
  Retrato de Pierre-Jean de Béranger(1780-1857) por Ary Scheffer, vers. 1830.

Pierre Jean de Béranger (Paris19 de agosto de 1780 — Paris, 16 de julho de 1857), poeta, libretista e autor da letra de canções. Foi participante activo do movimento de convulsão social que se seguiu à Revolução Francesa e ao fim do Império, escrevendo algumas das canções mais emblemáticas do fervor revolucionário da época. No auge da sua fama, na década de 1830, comparou-se em popularidade a homens como Victor Hugo e Alphonse de Lamartine. Tendo a atravessado os tempos conturbados da Revolução Francesa e do consulado de Napoleão Bonaparte, deixou uma obra lírica vibrante que ainda hoje desperta o interesse do público erudito.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/MAIO/14-05-2019_arquivos/image008.jpg
Voltaire.
Imagem/fonte:

François-Marie Arouet, mais conhecido pelo pseudônimo Voltaire (Paris21 de novembro de 1694 — Paris, 30 de maio de 1778), foi um escritorensaístadeísta e filósofo iluminista francês.[1]
Conhecido pela sua perspicácia e espirituosidade na defesa das liberdades civis, inclusive liberdade religiosa e livre comércio, é uma dentre muitas figuras do Iluminismo cujas obras e ideias influenciaram pensadores importantes tanto da Revolução Francesa quanto da Americana. Escritor prolífico, Voltaire produziu cerca de 70 obras[2] em quase todas as formas literárias, assinando peças de teatropoemasromancesensaios, obras científicas e históricas, mais de 20 mil cartas e mais de 2 mil livros e panfletos.
Foi um defensor aberto da reforma social apesar das rígidas leis de censura e severas punições para quem as quebrasse. Um polemista satírico, ele frequentemente usou suas obras para criticar a Igreja Católica e as instituições francesas do seu tempo. Voltaire é o patriarca de Ferney. Ficou conhecido por dirigir duras críticas aos reis absolutistas e aos privilégios do clero e da nobreza. Por dizer o que pensava, foi preso duas vezes e, para escapar a uma nova prisão, refugiou-se na Inglaterra. Durante os três anos em que permaneceu naquele país, conheceu e passou a admirar as ideias políticas de John Locke.[2]          https://pt.wikipedia.org/wiki/Voltaire
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/cf/Anne-Louis_Girodet-Trioson_006.jpg/807px-Anne-Louis_Girodet-Trioson_006.jpg
Chateaubriand meditando sobre as ruínas de Roma. Óleo  sobre tela de Anne-Louis Girodet de Roussy-Trioson

François-René de Chateaubriand (nome completo: François René Auguste de ChateaubriandSaint-Malo4 de Setembro de 1768 — Paris4 de Julho de 1848), também conhecido como visconde de Chateaubriand, foi um escritor, ensaísta, diplomata e político francês que se imortalizou pela sua magnífica obra literária de caráter pré-romântico. Pela força da sua imaginação e o brilho do seu estilo, que uniu a eloquência ao colorido das descrições, Chateaubriand exerceu uma profunda influência na literatura romântica de raiz europeia, incluindo a lusófona. 
Leia mais:


http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/NOVEMBRO/20-11-2019_arquivos/image012.jpg
Delphine de Girardin



Delphine de Girardin
Ela nasceu em Aachen e batizou Delphine Gay . Sua mãe, a conhecida Madame Sophie Gay , criou-a no meio de uma brilhante sociedade literária. Sua prima era a escritora Hortense Allart . [1] Gay publicou dois volumes de miscelânea, Essais poetiques (1824) e Nouveaux Essais poétiques (1825). Uma visita à Itália em 1827, durante a qual ela foi entusiasticamente recebida pelos letrados de Roma e até coroada na capital, produziu vários poemas, dos quais o mais ambicioso foi Napoline (1833).
O casamento de Delphine em 1831 com Émile de Girardin abriu uma nova carreira literária. Os esboços contemporâneos que ela contribuiu de 1836 a 1839 para o La Presse , sob o nome de pluma de Charles de Launay , foram coletados sob o título de Lettres parisiennes (1843) e obtiveram um sucesso brilhante. Contes d'une ville fille a ses neveux (1832), La Canne de Monsieur de Balzac (1836) e Il ne faut pas jouer à la douleur (1853) estão entre os mais conhecidos de seus romances; e suas peças dramáticas em prosa e verso incluem L'École des journalistes (1840), Judith (1843),Cléopâtre (1847), Lady Tartuffe (1853), e as comédias de um ato, C'est la faute du mari (1851), La Joie fait peur (1854), Le Chapeau d'un horloger (1854) e Une Femme qui deteste filho mari , que não apareceu até depois da morte do autor, que ocorreu em Paris.
Madame Girardin exerceu considerável influência pessoal na sociedade literária contemporânea, e em sua sala de visitas encontravam-se frequentemente Théophile Gautier , Honoré de Balzac , Alfred de Musset e Victor Hugo . Seus trabalhos coletados foram publicados em seis volumes (1860-1861).

Delphine de Girardin faleceu aos 29 de junho de 1855. Embora desencarnada antes do surgimento da
Doutrina Espírita,ocorrido  em 18 de abril de 1857, na pátria espiritual integrou a  equipe  de espíritos
que ditaram mensagens  e  instruções que  Allan Kardec   estudou e inseriu  nas obras  da codificação.
“A desgraça real”,  por  exemplo,   foi  ditada  por  Delphine de Girardin  em  1861  e inserida em “O
Evangelho segundo o Espiritismo”,
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/OUTUBRO/27-10-2018_arquivos/image010.jpg
Cleópatra. Tragédia de  Delphine de Girardin.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/MAIO/16-05-2019_arquivos/image011.jpg
Pintura mediúnica por Marilusa Moreira Vasconcelos trazendo assinatura de Leonardo da Vinci. Araçatuba, SP.
Foto Ismael Gobbo.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/MAIO/16-05-2019_arquivos/image010.jpg
Pintura mediúnica pela médium Maria Gertrudes Coelho.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/JANEIRO/13-01-2018_arquivos/image009.jpg
Pintura mediúnica pelo médium Orlando Padovan. Foto fornecida pelo médium
http://www.noticiasespiritas.com.br/2017/ABRIL/01-04-2017_arquivos/image024.jpg
Noite estrelada sobre o Ródano. Óleo sobre tela por Vincent van Gogh
Dinheiro de César. Entre 1600 e 1640. Por Rubens, atualmente no Fine Arts Museums of San Francisco, na Califórnia, nos Estados Unidos.
Ismael Gomes Braga