BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

domingo, 12 de julho de 2020

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 13-07-2020.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/JULHO/13-07-2020.htm

sexta-feira, 10 de julho de 2020

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 11-07-2020

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/JULHO/11-07-2020.htm


Cabeça do imperador Nero executada em mármore de Paros* . Museu do Louvre, Paris, França. Foto Ismael Gobbo.


Nero Cláudio César Augusto Germânico (em latim Nero Claudius Cæsar Augustus GermanicusAnzio15 de dezembro de 37 d.C. — Roma9 de junho de 68),[1] foi um imperador romano que governou de 13 de outubro de 54 até a sua morte, a 9 de junho de 68.
Nascido com o nome de Lúcio Domício Enobarbo, era descendente de uma das principais famílias romanas, pelo pai Cneu Domício Enobarbo e da família imperial júlio-claudiana[2] através da mãe Agripina, a Jovem, filha de Germânico e neta de César Augusto. Ascendeu ao trono após a morte do seu tio Cláudio, que o nomeara o seu sucessor.
Durante o seu governo, focou-se principalmente na diplomacia e no comércio, e tentou aumentar o capital cultural do império. Ordenou a construção de diversos teatros e promoveu os jogos e provas atléticas. Diplomática e militarmente, o seu reinado caracterizou-se pelo sucesso contra o Império Parta, a repressão da revolta dos britânicos (6061) e uma melhora das relações com Grécia. Em 68 ocorreu um golpe de estado de vários governadores, após o qual, aparentemente, foi forçado a suicidar-se.[3]
O reinado de Nero é associado habitualmente à tirania e à extravagância.[4] É recordado por uma série de execuções sistemáticas, incluindo a da sua própria mãe[5] e o seu meio-irmão Britânico, e sobretudo pela crença generalizada de que, enquanto Roma ardia, ele estaria compondo com a sua lira,[6] além de ser um implacável perseguidor dos cristãos. Estas opiniões são baseadas primariamente nos escritos dos historiadores TácitoSuetônio e Dião Cássio. Poucas das fontes antigas que sobreviveram o descrevem dum modo favorável,[7] embora haja algumas que relatam a sua enorme popularidade entre o povo romano, sobretudo no Oriente.[8]
A fiabilidade das fontes que relatam os tirânicos atos de Nero é atualmente controversa. Separar a realidade da ficção, em relação às fontes antigas, pode ser impossível.[9]
Leia mais:


*  Paros
Paros (em gregoΠάρος, tr. Páros; em vênetoParo) é uma ilha grega do Mar Egeu central, uma das maiores ilhas do arquipélago das Cíclades. Estende-se a oeste da ilha de Naxos, da qual é separada por um canal, próximo da ilha de Antiparos.
Foi famosa durante toda a Antiguidade clássica pelo mármore que exportava.[1]

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/OUTUBRO/01-10-2019_arquivos/image012.jpg
Incêndio de Roma. Óleo sobre tela de Hubert Robert.
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/NOVEMBRO/14-11-2018_arquivos/image018.jpg
Cristãos sendo usados como tochas humanas, na perseguição sob Nero. Óleo sobre tela por Henryk Siemiradski.


Aparição do Apóstolo Pedro a São Pedro Nolasco. Óleo sobre tela de Francisco de Zurbarán
Imagem/fonte:

Pedro Nolasco foi um santo católico nascido na França e que desenvolveu seu trabalho missionário religioso na Espanha.
Leia mais:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/ABRIL/01-04-2015_arquivos/image028.jpg
Mártir na arena do circo. Obra por Fyodor Bronnikov de 1869
File:Benediktusmedaille.jpg
Medalha de São Bento

medalha de São Bento é uma medalha sacramental cristã que contém iconografia relacionada a São Bento de Nursia . É usado por católicos , anglicanos e em alguns crentes luteranos , metodistas ocidentais e ortodoxos .
É uma das medalhas mais antigas da cristandade, e aqueles que a usam acreditam ter poder contra o mal. O anverso da medalha apresenta uma imagem de Bento de Nursia e o reverso tem, entre outras coisas, as iniciais da frase Vade retro satana , uma fórmula católica de origem medieval que deriva de uma frase que o Evangelho de Marcos (8:33 ) põe nos lábios de Jesus de Nazaré .
Leia mais:
File:Fedotov cholera.jpg
Este quadro de Pavel Fedotov mostra uma morte por cólera em meados do século XIX.

Pandemia de cólera de 1846-1860
terceira pandemia de cólera (1846-60) foi o terceiro grande surto de cólera com origem na Índia no século XIX e que se alastrou muito para além das suas fronteiras. Investigadores da UCLA acreditam que o surto pode ter começado em 1837 e durado até 1863.[1] Na Rússia, mais de um milhão de pessoas morreram de cólera. Entre 1853 e 1864, a epidemia em Londres ceifou mais de 10.000 vidas e houve mais de 23.000 mortes em toda a Grã-Bretanha. Esta pandemia foi a que provocou mais mortos no século XIX.[2]
Como nas pandemias que a precederam, a cólera espalhou-se desde o delta do rio Ganges na Índia e provocou um número elevado de mortes nas populações da Ásia, da Europa, da África e da América do Norte. Considera-se que 1854 foi o pior ano da pandemia, uma vez que 23.000 pessoas morreram de cólera na Grã-Bretanha.
Leia mais:
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/cc/John_Snow.jpg
Dr. John Snow (1813-1858), médico britânico.

John Snow (York15 de março de 1813 – Londres16 de junho de 1858) foi um médico inglês, considerado pai da epidemiologia moderna. Em 1853 receberia o título de sir, após ter anestesiado a rainha Vitória no parto sem dor de seu oitavo filho, Leopoldo de Albany, fato que ajudou a divulgar a técnica entre os médicos da época.
Leia mais:

*****************

Assista vídeo
Previsão X: John Snow e a epidemia de cólera de 1854
CLIQUE AQUI:



*****************


Paciente adulto com cólera.
Imagem dos Centros de Controle e Prevenções de Doenças, parte do Departamento de Saúde e
Serviços Humanos dos Estados Unidos.

Cólera
Cólera é uma infeção do intestino delgado por algumas estirpes das bactérias Vibrio cholerae.[3] Os sintomas podem variar entre nenhum, moderados ou graves.[2] O sintoma clássico é a grande quantidade de diarreia aquosa com duração de alguns dias.[1] Podem também ocorrer vómitos e cãibras musculares.[2] A diarreia pode ser de tal forma grave que em poucas horas provoca grave desidratação e distúrbio eletrolítico.[1] Isto pode levar a que os olhos se afundem nas órbitas, à diminuição de elasticidade da pele e ao enrugamento das mãos e dos pés.[4] A desidratação pode ainda provocar a coloração azulada da pele.[7] A manifestação de sintomas tem início entre duas horas e cinco dias após a infeção.[2]
Leia mais:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/OUTUBRO/16-10-2019_arquivos/image007.jpg
Um cartão postal, de 1905, refere-se à cidade como Constantinopla, e ao centro da cidade como Istambul.
 http://www.noticiasespiritas.com.br/2017/ABRIL/11-04-2017_arquivos/image012.jpg
Istambul*  com seus inumeráveis minaretes vista do topo da Torre de Gálata. Foto Ismael Gobbo.

* Antiga Constantinopla.
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/4/42/Le_Ciel_et_l%27Enfer_Kardec.jpg
Livro “O Céu e o Inferno” de Allan Kardec.

O Céu e o Inferno, ou A Justiça Divina Segundo o Espiritismo (em língua francesaLe Ciel et l'Enfer), é um livro espírita francês. Da codificação de Allan Kardec, foi publicado em Paris em 1.º de agosto de 1865.[1] É uma das obras básicas do espiritismo.
Leia mais:
Arquivo: Ivan Yermenyov.  Singing beggars.jpg
Os Mendigos Cantores . Aquarelas. Museu Estatal Russo, São Petersburgo. Ivan Yermenyov
Imagem/fonte:
https://www.noticiasespiritas.com.br/2016/JUNHO/03-06-2016_arquivos/image042.jpg
Universum: representação do Universo elaborada e usada pelo astrônomo na obra
“L’ atmosphère: météorologie populaire”. (Paris, 1888). Coloração de Heikenwaelder Hugo, Viena 1998)
http://www.noticiasespiritas.com.br/2017/NOVEMBRO/01-11-2017_arquivos/image008.jpg
Heloise e Abelard. Óleo sobre tela por  Edmund Blair Leighton
Imagem/fonte: 

Héloïse ( / ɛ l oʊ . I z / ou / h ɛ l oʊ . I z / ; francês:  [e.lɔ.iz] ; 1090? [1] / 1100-1? [2] - 16 de maio, 1164 ) era freira , escritora, erudita e abadessa francesa. Héloïse ocupa um lugar importante na história literária francesa e no desenvolvimento da representação feminista. Embora poucas de suas cartas sobrevivam, aquelas que foram consideradas um "monumento" fundamental da literatura francesa a partir do final do século XIII. Sua correspondência, mais erudita do que erótica, é a base latina do bildungsroman e um modelo do gênero epistolar clássico , que influenciou escritores tão diversos como Madame de Lafayette , Choderlos de Laclos , Voltaire , Rousseau , Simone Weil e Dominique Aury .
Leia mais:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/FEVEREIRO/19-02-2018_arquivos/image017.jpg
Cemitério Père Lachaise em 1815. No canto superior direito o túmulo de Heloise e Abelard.
Imagem/fonte:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2017/NOVEMBRO/01-11-2017_arquivos/image010.jpg
Romeu e Julieta. Óleo sobre tela por Ford Madox Brown.

Romeu e Julieta (no original em inglês Romeo and Juliet) é uma tragédia escrita entre 1591 e 1595, nos primórdios da carreira literária de William Shakespeare, sobre dois adolescentes cuja morte acaba unindo suas famílias, outrora em pé de guerra. A peça ficou entre as mais populares na época de Shakespeare e, ao lado de Hamlet, é uma das suas obras mais levadas aos palcos do mundo inteiro. Hoje, o relacionamento dos dois jovens é considerado como o arquétipo do amor juvenil.
Leia mais:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/FEVEREIRO/28-02-2019_arquivos/image052.jpg
Casa de Julieta repleta de manifestações dos visitantes. Verona, Itália. Fotos Ismael Gobbo
http://www.noticiasespiritas.com.br/2018/FEVEREIRO/19-02-2018_arquivos/image010.jpg
Sonho. A escada de Jacó. Óleo sobre tela por Michael Willmann.
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/01/El_Greco_-_Christ_as_Saviour_-_Google_Art_Project.jpg/802px-El_Greco_-_Christ_as_Saviour_-_Google_Art_Project.jpg
O Salvador. Óleo sobre tela de El Greco.
Imagem/fonte:



CEAC- Bauru, pede ajuda


quinta-feira, 9 de julho de 2020

BOLETIM DIÁRIO DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA. 10-07-2020.

CLICAR AQUI:
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/JULHO/10-07-2020.htm

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/a/aa/Davenport_brothers.jpg/800px-Davenport_brothers.jpg
Esta fotografia de 1870 mostra os irmãos e William Fay em frente ao "armário dos espíritos".


Irmãos Davenport
Ira Erastus Davenport (17 de setembro de 1839 - 8 de julho de 1911) [1] e William Henry Davenport (1 de fevereiro de 1841 - 1 de julho de 1877), [1] conhecidos como irmãos Davenport , eram mágicos americanos no final do século XIX. , filhos de um policial de Buffalo , Nova York . Os irmãos apresentaram ilusões de que eles e outros afirmavam ser sobrenaturais .
Leia mais:
Arquivo: Buffalo 1813.jpg
Buffalo* em 1813.

Em Bufallo nasceram os irmãos Davenport
Leia aqui:
File:Salvador Brasil 1875.jpg
Vista de Salvador, Bahia, em 1875.

Salvador
Salvador é um município brasileiro e capital do estado da Bahia. Situada na Zona da Mata da Região Nordeste do Brasil, Salvador é notável em todo o país pela sua gastronomiamúsica e arquitetura,[9] também reconhecidas internacionalmente. A influência africana em muitos aspectos culturais da cidade a torna o centro da cultura afro-brasileira.[10][11][12] Primeira sede da administração colonial portuguesa do Brasil, a cidade é uma das mais antigas da América e uma das primeiras cidades planejadas no mundo, ainda no período do Renascimento.[13][14] Sua fundação em 1549 por Tomé de Sousa ocorreu por conta da implantação do Governo-Geral do Brasil pelo Império Português.[15] Situa-se nos hemisférios austral e ocidental no cruzamento do paralelo de 12 graus ao sul com meridiano de 38 graus a oeste, cujas coordenadas mais específicas são determinadas a partir do marco da fundação da cidade, no Forte de Santo Antônio da Barra.[3]
Leia mais:
Ficheiro:Salvador bahia panorama 1870.jpg
Salvador, capital da província da Bahia, c.1870.
Luiz Olympio Telles de Menezes
Luis Olimpio Teles de Menezes
Imagem:
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b8/Eco_de_alem_tumulo.jpg
O Écho d´Além-Tumulo


O Écho d'Alêm-Tumulo[1] (em grafia atual, O Eco d'Além-Túmulo) foi um periódico brasileiro, publicado na segunda metade do século XIX. Destacou-se por ser o primeiro de conteúdo espírita publicado no país.[2]

História:
Editado em Salvador, na então Província da Bahia, a sua primeira edição veio a público em julho de 1869, doze anos após o lançamento de "O Livro dos Espíritos", na França. A sua publicação deu início à divulgação, em língua portuguesa, da doutrina espírita no país, uma vez que, até então, os textos disponíveis eram todos em língua francesa.[3]
O periódico era bimestral, com 56 páginas, tendo chegado a ser distribuído em Nova IorqueLondresParisLyonMadridBarcelonaSevilhaBolonha e na Catânia. Tinha como pilares a Liberdade, a Igualdade e a Fraternidade. Não tinha fins lucrativos, e parte das suas vendas era destinada à causa abolicionista.[2]
O seu editor, redator e distribuidor era Luís Olímpio Teles de Menezes, reconhecido pela sua ousadia, uma vez que, à época, a religião oficial do Estado, conforme estabelecido pela Constituição brasileira de 1824, era o catolicismo.[2] Por essa razão, as outras religiões só poderiam ser cultuadas em ambientes domésticos.
Leia mais:

Salvador, Bahia. Foto Jorge Moehlecke
Salvador, Bahia. Foto Jorge Moehlecke
Salvador, Bahia. Foto Jorge Moehlecke
Divaldo Pereira Franco. Salvador, Bahia. Foto Jorge Moehlecke.

luiz_olimpio_menezes
Luís Olimpio Teles de Menezes

(26-07-1825 – 16-03-1893)

Luiz Olympio Telles de Menezes
Luis Olimpio Teles de Menezes
Imagem:

selo_imprensa_espirita_1969
images
PESP6
Selo comemorativo do Centenário da Imprensa Espírita no Brasil
homenageou Luis Olimpio Teles de Menezes. Imagens Internet
DSC06761
Prédio histórico da Federação Espírita Brasileira na cidade do Rio de Janeiro
Imagem: Jornal Unificação, USE/SP, setembro/1960, pag. 5
Assistência e caridade - Cartão para o painel central do tríptico “Deveres da Cidade” do Palácio Pedro Ernesto - Rio de Janeiro. Lápis de cera, giz e papel de Eliseu Visconti.
Imagem/fonte:


Montaigne em visita a Torquato Tasso na prisão. Óleo sobre tela de François Marius Granet
Imagem/fonte:
Arquivo: Visitando o sick.jpg
Visitando os doentes. Biblioteca do Congresso.

RESUMO: A impressão mostra Charles Fox sentado em uma poltrona, obviamente doente. De um lado, a sra. Fitzherbert, vestida de abadessa e segurando um rosário; do outro lado, um bispo de roupão e mitra. Na frente de Fox, o príncipe de Gales segura o lenço na cara. Sheridan, de pé atrás do bispo, aconselha o bispo a entender que a emancipação católica não é possível. Howick, Petty, Windham e Moira estão todos angustiados; Grenville e Sidmouth estão saindo da sala esperando que a Fox expire. A Sra. Fox desmaia em uma cadeira e é atendida por Lord Derby.

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/MAIO/27-05-2019_arquivos/image046.jpg
A palavra aos surdos-mudos. Óleo sobre tela por Oscar Pereira da Silva.
Museu Nacional de Belas Artes. Rio de Janeiro, Brasil. Foto Ismael Gobbo
http://www.noticiasespiritas.com.br/2020/ABRIL/20-04-2020_arquivos/image017.jpg
Quadro intitulado “Ressurreição da filha de Jairo”. Pintura de Paolo Veronese.
Museu do Louvre, Paris, França. Foto Ismael Gobbo.


35 Estando ele ainda falando, chegaram alguns do principal da sinagoga, a quem disseram: A tua filha está morta; para que enfadas mais o Mestre? 36 E Jesus, tendo ouvido essas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não temas, crê somente. 37 E não permitiu que alguém o seguisse, a não ser Pedro, e Tiago, e João, irmão de Tiago. 38 E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço e os que choravam muito e pranteavam. 39 E, entrando, disse-lhes: Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme. 40 E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina e os que com ele estavam e entrou onde a menina estava deitada. 41 E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talitá cumi, que, traduzido, é: Menina, a ti te digo: levanta-te. 42 E logo a menina se levantou e andava, pois  tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto. 43 E mandou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e disse que lhe dessem de comer.
Marcos: 5:35



********************************

Vídeo Diálogo Inter-Religioso (Virtual) - As Tranformações Atuais do Mundo na Visão das Religiões.

ACESSE:



********************************


Vídeo com palestra por Dr. Sérgio Thiesen
Acesse no link
CLIQUE AQUI:


Conferencia especial: Los caminos de la cura, del cuerpo y del alma - Sergio Thiesen



********************************



 Uma descrição de Mammon da edição de 1863 daobrade Jacques Collin de Plancy , Dictionnaire  Infernal , como ilustrado por Louis Le Breton .

http://www.noticiasespiritas.com.br/2017/OUTUBRO/31-10-2017_arquivos/image005.jpg

  A adoração de Mamon. Óleo sobre tela por Evelyn De Morgan.


CEAC- Bauru, pede ajuda